quarta-feira, 31 de março de 2010

Palco Móvel abre edição do ano com oficinas de dança

As inscrições para aprender B. Boy e Dança de Rua podem ser feitas de 05 a 09 de abril 

 

Inclusão sociocultural, valorização de artistas e de todos os gêneros musicais. É o Palco Móvel que este ano abre a primeira edição com enfoque nas oficinas de dança para crianças e adolescentes do bairro Canaã. Depois seguirá para os bairros Dom Almir e Joana Darc, região Leste da cidade. "A proposta dessas oficinas é promover a autoestima de crianças e adolescentes, com idade entre 10 a 16 anos por meio da dança", disse a secretária de Cultura, Mônica Debs.  

As inscrições para as modalidades de B. Boy e Dança de Rua podem ser feitas gratuitamente de 05 a 09 de abril, nas escolas municipais Dr. Joel Cupertino Rodrigues, Professora Josiany França e Dr. Gladsen Guerra, das 13h às 17h. O início das aulas está previsto para o dia 13 de abril.

São 25 vagas para cada oficina. Dependendo do número de inscrições, o sistema de seleção será o sorteio. As oficinas têm duração de oito meses e serão desenvolvidas dentro das escolas mencionadas.  

 

Palco Móvel

 

Um caminhão da Secretaria Municipal de Cultura, adaptado e equipado com palco de 40 metros quadrados, camarins, sistema de iluminação e som possibilita uma diversidade de apresentações artístico-culturais, como dança, música, teatro e palestras. Este ano, o primeiro show do Palco Móvel será no dia 1º de maio, no Canaã.

 

Confira o cronograma das oficinas:

 

 

CRONOGRAMA DE OFICINAS

OFICINA

MINISTRANTE

ESCOLA

DIAS

HORÁRIO

Dança de Rua

 

Cleiton Rocha Dos Santos

 

E.M. Joel Cupertino Rodrigues

Terça / Quinta-feira

17h30 - 19h

 

 

E.M. Gladsen Guerra de Resende

Quarta / Sexta-feira

 

B Boy

Cloudes Bernardelli

E.M. Josiany França

Terça / Quinta-feira

17h30 - 19h

 

 

E.M. Joel Cupertino Rodrigues

Quarta / Sexta-feira

 

 

 

Alitéia Milagre

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Fotografias de Jorge H. Paul em exposição e livro

O fotógrafo Jorge H. Paul lança no próximo dia 9 na Galeria de Arte do Mercado, o livro Foco na Luz.
Simultaneamente estarão expostas fotografias do autor .Entre 10 e 30 de abril a exposição estará aberta ao público.
 
Galeria de Arte do Mercado
Jorge H. Paul
Exposição e lançamento do livro Foco na Luz
10 a 30 de abril de 2010
2ª a 6ª das 12h00 às 18h00
Rua Olegário Maciel, 255 ( acesso pela rampa )

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

terça-feira, 30 de março de 2010

Sankhya apresenta Mara Faria Trio

Sankhya apresenta Mara Faria Trio

Lançamento de EP será no dia 31 de março em Uberlândia

 

Mais uma vez a Sanhya apoia talentos que estão em plena ascensão no cenário cultural. Desta vez, a empresa de Gestão de Negócio apresenta, no dia 31 de março (quarta-feira), às 22h, no London, o lançamento do EP "Bright Day" do Mara Faria Trio.

 

O EP tem cinco faixas autorais, todas em inglês, com influência de  black music (jazz, blues, soul e um pouco de gospel). As músicas, repletas de qualidade técnica, foram gravadas de forma orgânica. Ou seja, em vez de instrumentos sintetizados, todos os músicos foram para o estúdio.

 

O conhecido trio do "Mara Faria Trio" (Mara Faria/vocal, André Henriques/teclado e Juliano Costa/percussão) vai estar numa formação diferente já que haverá cinco músicos convidados.

 

Para a vocalista Mara Faria, o papel de empresas como a Sankhya é fundamental. "Nós não teríamos condições de realizar esse trabalho da maneira como foi feita - com os melhores músicos daqui se não fosse pelo patrocínio da Sankhya. Para que alguém ouça sua música, você precisa não só ter um material bom, mas bem  executado e produzido também. Hoje, com o advento da internet e tantos programas de gravação e edição de áudio, quase todo mundo pode gravar em home studio. E bons trabalhos são realizados assim. Mas, podendo escolher, tendo subsídio, como foi o nosso caso, nós preferimos gravar, mixar e masterizar em estúdios profissionais", conta.

 "Gostamos muito de música e achamos importante apoiar essas iniciativas", explica o diretor da Sankhya, Felipe Calixto.

O apoio a eventos e ações culturais já é uma prática corriqueira na Sankhya. "Sempre tivemos envolvimentos com ações culturais e sociais. Apoiamos diversas ações culturais e o trabalho de algumas Ong´s, principalmente relacionadas ao meio ambiente, educação e social", lembra Calixto.

 

Lead / Carolina Ikeda
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Oportunidade para Jovens Escritores

Concurso Literário selecionará poemas para publicação 

O projeto Expresso Literário – edição Ponto de Leitura está com inscrições abertas para seleção de poemas. Os objetivos são valorizar os escritores locais e estimular a leitura na população de Uberlândia, em especial os usuários do transporte público.

Com o intuito de demonstrar que a produção literária não está restrita aos adultos, os escritores selecionados abaixo de 24 anos serão destacados com a indicação de "Jovem Escritor". Para atingir essa faixa etária, está sendo realizada uma divulgação direcionada aos diretores das escolas e faculdades de Uberlândia, que receberam um kit contendo cartazes, editais de seleção e uma carta explicativa sobre as atividades do projeto.

 "Professores de literatura e língua portuguesa podem estimular seus alunos a produzirem suas obras e se inscreverem", explica Larissa Souto, produtora executiva do projeto.

O concurso literário é aberto aos escritores domiciliados em Uberlândia, há pelo menos dois anos. Os interessados devem inscrever dois poemas curtos, com no máximo sete versos.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas até o dia 1º de abril, na biblioteca do SESC/MG Uberlândia, de segunda à sexta-feira, das 13h às 19h. A ficha de inscrição e o regulamento completo estão disponíveis no SESC ou no site: www.expressoliterario.com.br.

Publicação

Os 12 poetas selecionados serão publicados em livros de bolso divididos em dois volumes e lançados no Terminal Central, no mês de maio, contando com apresentações cênicas do grupo Vão de Teatro, com o objetivo de atrair o público para o local de distribuição dos livros.

 "O Terminal Central foi escolhido para ser o ponto de distribuições dos livros por ser um local onde circula grande parte da população da cidade. A ideia é despertar o interesse da leitura de poesias no cotidiano dos usuários de ônibus de Uberlândia. Serão publicados poemas curtos, possibilitando que o livro seja lido integralmente em poucos minutos", comenta a produtora.

Realização

O Expresso Literário conta com o patrocínio do IAMAR – Instituto Alair Martins, Martins e Tribanco, sendo viabilizado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura da Secretaria municipal de Cultura de Uberlândia, por meio de incentivo fiscal. O projeto foi proposto pelo escritor Marcus Tulius Morais e é uma realização da Moinho Cultural.

Flávia Reis / iMídia

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

segunda-feira, 29 de março de 2010

UAI Pampulha retoma atendimentos nesta segunda-feira (29) sob nova administração

Depois passar por diversas modificações estruturais neste fim de semana, a Unidade de Atendimento Integrado – UAI Pampulha reabriu suas portas às 7 horas, desta segunda-feira (29) sob nova administração.
 
A unidade (gerenciada desde 1994 pela Fundação Maçônica Manoel dos Santos) passou a ser administrada pela Missão Sal da Terra, associação beneficente de caráter filantrópico. De acordo com Arthur Pereira, coordenador administrativo da UAI Pampulha, estes dois dias de reestruturações foram tranquilos. "Tudo correu muito bem. Foram 20 profissionais trabalhando na limpeza e organização do local - 24 horas por dia, em três turnos -, todos os pacientes que chegaram até aqui foram encaminhados para as Unidades Tibery e São Jorge. Cerca de três ambulâncias ficaram de prontidão, responsáveis por direcionar o pessoal. A movimentação foi pequena. A população estava ciente das intervenções", disse.

Além de renovar todo o mobiliário dos consultórios e das salas de espera (com a substituição de mesas e cadeiras), a Missão Sal da Terra investiu na limpeza e polimento do piso da unidade, na redistribuição do sistema de ar condicionado, no reparo do sistema de videomonitoramento, na ampliação do sistema de iluminação emergencial e na aquisição de dois conjuntos de lâmpadas de pânico. Segundo Sílvio Andrade, técnico em manutenção e responsável pela instalação dos conjuntos, a UAI Pampulha é a primeira unidade a implantar este equipamento. "Antigamente, quando acabava a energia, apenas os corredores ficavam iluminados. Com a chegada deste aparelho, pudemos instalar luzes especiais em oito pontos da unidade: salas de apoio, emergência, enfermagem, faturamento, farmácia, coordenação, corredor do ambulatório e setor de odontologia. Assim, se houver qualquer queda de energia, o trabalho pode ser feito, sem nenhum problema, já que o equipamento manterá as salas iluminadas e oferecerá aos colaboradores uma energia alternativa", explicou.

Segundo o secretário de Saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha, esta mudança na gestão segue as recomendações do Ministério Público, que concordou com o novo modelo no contrato administrativo das Unidades de Atendimento Integrado. "Atualmente, temos 76 pontos de atenção na cidade, mais de 4.400 colaboradores e oito unidades no município. E para conseguir prestar um serviço cada vez melhor ao povo de Uberlândia, estamos fazendo adequações no sistema. Estas intervenções darão mais liberdade aos administradores para propor novos métodos e boas práticas, capazes de fazer com que o atendimento seja feito com muito mais qualidade.

Arthur Pereira adiantou o que a população sentirá na prática com esta nova administração. "A partir de hoje, a comunidade do setor sul de Uberlândia contará com uma unidade diferente. Com estes investimentos, queremos expressar nosso interesse na cultura do servir, uma vez que a Missão Sal da Terra busca proporcionar aos cidadãos um atendimento cada vez mais humanizado. Os pacientes notarão uma atenção especial, aprimorada e única, voltada para o bem-estar do nosso povo", ressaltou.
A aposentada Eleusa Maria dos Santos foi uma das pacientes que já sentiram a diferença. "Sou de Cajuru (SP) e vim para cá já faz 12 anos. Desde então, sempre procuro a UAI Pampulha para cuidar da minha saúde e da minha família também. Quando cheguei aqui, fiquei feliz ao ver o cuidado dos médicos com a gente. Está diferente, melhor. Conversei com uma psicóloga e descobri que poderei fazer tratamento na unidade, sem precisar ir para muito longe, com apoio de um educador físico. É benefício para minha cabeça e para o meu corpo. Além de tudo, acredito que Uberlândia está cada dia melhor e em primeiro lugar quando o assunto é saúde. Tiro o chapéu para a Prefeitura e afirmo: não há lugar melhor para morar do que esta cidade", afirmou.
Multidisciplinar
Chamada de unidade mista, a UAI Pampulha oferece atendimento ambulatorial de atenção primária, especialidades e pronto atendimento (urgências e emergências) aos moradores dos bairros Santa Mônica, Segismundo Pereira, Saraiva e Pampulha. A unidade também é referência nas áreas de traumatologia e pediatria no período das 19h às 7h. E a partir desta segunda-feira (29), trará mais novidades, como a implementação de equipe multidisciplinar, formada por assistente social, psicóloga, nutricionista e educadora física.

Andréia Avelar é uma das 186 colaboradoras aprovadas no processo seletivo. É a primeira terapeuta ocupacional a trabalhar em uma UAI e vai atuar em parceria com as outras especialidades. "Queremos ter uma visão global do paciente e este projeto foi criado para ampará-lo por completo. Somente nesta manhã, conseguimos conversar com seis pessoas e encaminhá-las para o atendimento adequado. Creio que nosso trabalho está aí para fazer articulações e unir forças com todos os outros setores da UAI Pampulha, com toda a rede de saúde pública de Uberlândia, em prol da comunidade. Estamos a todo vapor, muito bem preparados", disse.

Segundo Arthur, todos os funcionários foram treinados para adotar as boas práticas já aplicadas pela Missão Sal da Terra nos dois anos de administração da UAI São Jorge. "Desde 2007, nossa instituição está à frente da UAI São Jorge. Graças a esta experiência, temos ótimas expectativas e pudemos criar um modelo inovador de gestão, que visa construir uma organização estrategicamente planejada e ágil, capaz de satisfazer os pacientes da região sul de Uberlândia, com qualidade e excelência", concluiu Arthur.
 
com Secom PMU
 
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Uberlândia será sede do 1º Encontro da Pecuária Leiteira nos Trópicos

A cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, foi escolhida para sediar o 1º Encontro da Pecuária Leiteira nos Trópicos. O evento será realizado nos dias 22 e 23 de abril, no Center Convention.

 

Profissionais de renome discutirão temas ligados à atividade pecuária em países tropicais. Assuntos relacionados à adaptabilidade das raças leiteiras aos trópicos, sistema de produção de leite em países tropicais, trabalho de assistência técnica direcionado a fazendas produtoras de leite e visão macroeconômica do agronegócio leite.

 

"Procuramos abordar assuntos que estão dentro e fora 'da porteira' para dar uma visão geral da pecuária leiteira em terras tropicais", comenta o coordenador do evento, Marcelo Nogueira Reis.

 

O 1º Encontro da Pecuária Leiteira nos Trópicos é promovido pela Cooperativa Agropecuária Ltda. de Uberlândia (Calu) em parceria com a Prefeitura de Uberlândia. "O encontro surgiu diante da necessidade de levar ao produtor rural o conhecimento de técnicas e informações que possam melhorar a atividade leiteira na região. Sabemos que alguns países com grande potencial na produção de leite já enxergaram o Brasil como terra promissora para explorar a atividade. Esse é um alerta para o setor, pois precisamos tornar a nossa pecuária de leite eficiente. Ao abrir espaço para os estrangeiros, o país automaticamente ganha concorrentes já que a matéria-prima produzida aqui terá grandes chances de abastecer outros mercados, além do nosso", argumenta o presidente da Calu, Eduardo Dessimoni Teixeira.

 

Além de palestras, a programação conta com mesas redondas e debates. As atividades terão início às 8 horas com encerramento previsto para as 19 horas, todos os dias.

 

As inscrições podem ser feitas no site www.calu.com.br, onde também são encontradas mais informações do Encontro.

 

Érica Magalhães / MF Comunicação

Ascom Calu

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Hospital de Uberlândia lança campanha de doação de sangue

Ação visa contribuir para abastecer o banco de sangue do Hemocentro Regional  
 
O Hospital e Maternidade MadreCor, sensibilizado com a importância de aumentar os estoques do banco de sangue do Hemocentro Regional de Uberlândia, acaba de lançar a "1º Campanha MadreCor Doe Sangue Pela Vida". A ação será no dia 08 de abril, das 7h30 às 11h30, no próprio Hospital.
 
Uma equipe do Hemocentro se deslocará para a instituição, com todos os equipamentos necessários para atender aos doadores. De acordo com a responsável pelo setor de captação do Hemocentro Regional de Uberlândia, Ludmilla Martins, neste primeiro momento serão atendidas 50 pessoas. "Esse número adéqua-se à nossa estrutura e a quantidade de profissionais que levaremos para efetuar as coletas", explica.
 
A diretoria do MadreCor está com uma ótima expectativa em relação à campanha. "É a primeira de muitas que iremos fazer. Há muito tempo estudamos uma forma de contribuir diretamente para abastecer o banco de sangue do Hemocentro Regional. Essa foi uma ótima oportunidade e estamos satisfeitos por recebermos o apoio do Hemocentro", pontua o diretor técnico do Hospital, Adrianos Loverdos.
 
O diretor administrativo e financeiro da instituição, Marcelo Cruz, não mediu esforços para investir na campanha. "Nós produzimos camisetas que serão ofertadas aos doadores – como um incentivo à doação de sangue - e ainda reforçamos a divulgação em outdoor e rádio", conta.
 
Para ser um doador, durante a campanha do MadreCor, é necessário que os interessados entrem em contato com uma equipe do Hospital, que fará a inscrição do pretendente. Basta ligar no telefone (34) 3230-6018. 
 
Érica Magalhães / MF Comunicação

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Alunos dos BemSocial Lagoinha e Planalto participam de processo seletivo da Algar Tecnologia

Nos dias 29 e 30,  a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), em parceria com a empresa Algar Tecnologia e Consultoria S.A, realiza um processo seletivo entre os alunos que concluíram o curso de Informática Básica nos BemSocial Centros Profissionalizantes Lagoinha e Planalto (1º de Maio).

A parceria prevê que ao término dos cursos realizados pela Sedest na área administrativa, todos os alunos passem por um processo seletivo, tendo assim a oportunidade de inserção no mercado de trabalho.

No dia 29 às 15h30 a prova será feita no BemSocial Centro Profissionalizante Lagoinha. No dia 30, também às 15h30, no BemSocial Centro Profissionalizante Planalto (1º de Maio). Os aprovados serão contratados pela empresa Algar Tecnologia.

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

sábado, 27 de março de 2010

Semana dos Recursos Hídricos termina com apresentação do VT "Veredas do Brasil"

O último evento da III semana de preservação e conservação dos recursos hídricos foi a apresentação do documentário "Veredas do Brasil", apresentado pelo programa Globo Rural no dia 22 de março de 08, a um público de estudantes técnicos e do ensino médio no plenário Homero Santos na tarde desta sexta-feira (26).

O vídeo foi passado pelo professor de Geografia Mauro das Graças Mendonça e teve como objetivo retratar as nascentes do cerrado localizadas na região central do Brasil, entre os estados de Minas Gerais (região norte), Goiás e Bahia. A matéria mostrou como o Buritis, uma palmeira nativa das Américas Central e do Sul, é vital para o caminho das veredas. A presença dessa palmeira é a constatação da presença de água no sertão e o capítulo inicial do caminho das nascentes.

A exibição do vídeo foi importante também para mostrar um processo de devastação numa vasta plantação de Buritis provocada por queimadas. As imagens mostraram que "uma vereda morta não volta a ser mais o que era antes". Dessa forma, o documentário conseguiu chamar a atenção do público quanto a real e imprescindível necessidade de se cuidar do meio ambiente, e em especial de se conservar as nascentes de água.

O professor Mauro das Graças fez um paralelo da situação das veredas da região norte de Minas com as que se encontram em Uberlândia. São 46 nascentes na cidade, só que estreitas e com impacto maior da urbanização. Mas segundo o professor, os problemas encontrados nas veredas são comuns. "Nós temos problemas (em Uberlândia) ligados à drenagem com essas veredas. Os loteamentos muitas vezes não respeitam as áreas de preservação permanente (APP's), e (também) a questão do escoamento das águas de chuva. E como todos os nossos córregos são construídos em suas nascentes, em suas veredas, então a água pluvial ao desaguar nessas veredas, nesses córregos, vão causar erosão e assoreamento, e a sujeira são levadas para elas", explicou Mendonça.

Em Uberlândia, algumas veredas não existem mais, foram aterradas. Para o professor, para preservar as existentes é necessário que se cumpra a determinação da legislação ambiental que é de preservar as faixas marginais. "A população não tem desconhecimento do grande papel da vereda, muitas vezes para população a vereda é um mato onde 'eu' posso jogar lixo e entulho. Eu acho que pra gente preservar essas veredas, além de fiscalizar, tem que ter um trabalho de educação muito forte (de educação ambiental) ... sistemático, contínuo e sem data para concluir, por todas as gerações", disse.

A estudante técnica de Meio Ambiente Ângela das Graças Côrtes, conta que chegou a visitar algumas nascentes na cidade e se surpreendeu com a construção de um empreendimento novo por parte uma faculdade privada que não respeitou a área de preservação às margens do córrego do Vinhedo. "Tem que ter preservação de 50 metros (das margens das veredas) para manter essa vegetação … Como empreendimento recente, já tinha que ter essa conscientização", relatou a estudante. Ela acredita que uma fiscalização preventiva seria o ideal para impedir construções dentro das áreas de preservação dos córregos.

Um grupo de alunos da Escola Estadual Messias Pedreiro fez a entrega de um documento ao presidente da Câmara Municipal, vereador Hélio Ferraz (PP), no qual pede o tombamento das margens do Rio Uberabinha. "Nós vamos daqui a uma semana receber o representante da ANA e eles queriam realmente que esse documento chegasse até as mãos desse representante para que ele tomasse consciência que alguma coisa tem que ser feita", disse a professa de geografia da escola, Elaine de Cássia Cardoso.

Mapa hidrográfico de Uberlândia

A diretora de desenvolvimento ambiental da secretaria municipal de Meio Ambiente, Sandra Borges Pereira, aproveitou o momento para anunciar a confecção de 200 mapas da hidrografia de Uberlândia que serão entregues às escolas, ONG's e instituições interessadas nas questões urbanas da cidade .

No mapa irão conter as informações sobre localização dos córregos no município, áreas verdes, estações de tratamento de esgoto e outros aspectos ambientais presentes em Uberlândia. "A secretaria viu a importância de se criar um mapa retratando as questões do município, da cidade, onde a gente reside, com os nossos benefícios ambientais, nós estamos num local onde a carga hídrica é muito grande e os nossos problemas também, como uma forma de chamar a comunidade para participar da elaboração de estratégias para solução dos problemas e chamar a comunidade para responsabilidade de preservação dos recursos naturais".

Concurso de fotografia "Natureza bela e impactos ambientais"

A parceria entre a Câmara Municipal Uberlândia e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente na realização da III Semana de Preservação e Conservação dos Recursos Hídricos resultou no lançamento de um concurso de fotografia com o tema "Natureza bela e impactos ambientais". A proposta, segundo a diretora de desenvolvimento ambiental da secretaria municipal de Meio Ambiente, Sandra Borges Pereira, é premiar as três primeiras fotos mais adequadas ao tema nas categorias de fotógrafos amador e profissional.

As inscrições terão início no dia 12 de abril e vão até o dia 12 de maio na secretaria de Meio Ambiente. O concurso finalizará na Semana de Meio Ambiente programada para o mês de junho, onde as fotos serão apresentadas para a comunidade. Os ganhadores deverão concordar com a impressão das fotos nos cadernos dos kits escolares que são entregues as crianças da rede municipal de ensino.

Balanço da III Semana de Preservação e Conservação dos Recursos Hídricos

O presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, vereador Hélio Ferraz (PP), classificou a confecção do mapa hidrográfico e a entrega desse material para a comunidade interessada como um resultado satisfatório da III Semana de Preservação e Conservação dos Recursos Hídricos. Além disso, ele acredita que o evento conseguiu atingir o objetivo de conscientização e educação ambiental.

 
"Nós vimos aqui um compromisso não somente de nós, estudantes, agentes políticos, técnicos ambientais, nós vimos um comprometimento da sociedade, de empresários, da iniciativa privada. Essa semana não foi somente apresentação de projetos, oficinas, mas também foi um momento de adeptos, de pessoas acreditarem que o poder legislativo tem essa potencialidade junto com o poder executivo, de nós podermos orientarmos toda a cidade e encaminharmos soluções, … darmos uma resposta que o meio ambiente pode ser útil, pode conviver muito bem o homem e a natureza", concluiu o presidente. 
 
Emiliza Didier / Foto:Pedro Reis
Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Uberlândia
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Segunda etapa da vacinação contra Influenza H1N1 vai até o dia 6 de abril

A segunda etapa de vacinação contra a Influenza H1N1, programada para terminar no dia 2 de abril, será prorrogada até o dia 6 de abril.

Segundo o coordenador da rede municipal de saúde, Adenilson Lima por causa do feriado que se aproxima, as unidades de saúde serão fechadas nos dias 1 e 2 de abril. "Motivo que nos levou a estender a segunda etapa da vacinação até a primeira terça-feira de abril, dia 6", explicou. As demais datas serão mantidas como preconiza o Ministério da Saúde.

Adenilson Lima reforçou que a Secretaria Municipal de Saúde segue a risca as recomendações do Ministério da Saúde. "É desejo da Prefeitura que todo cidadão de Uberlândia seja imunizado. Tínhamos que ter recebido 633 mil doses da vacina. No entanto, chegaram 312 mil doses".

Gestantes, crianças de seis meses a dois anos e doentes crônicos (exceto idosos) receberão as doses da vacina e podem ser imunizados gratuitamente em todas as Unidades de Atendimento Integrado (UAI), Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e Programas Saúde da Família (PSF).

O Ministério da Saúde estima que sejam vacinadas 63 mil pessoas, nesta segunda etapa. "Ao todo, já foram imunizadas cerca de 10 mil pessoas. Temos aproximadamente doze mil profissionais no município, mas o Ministério da Saúde nos enviou 6.300 doses. Isso significa que metade dos profissionais ficará sem a vacina", esclareceu.

 

Confira a programação:


Doentes crônicos (Idosos com doenças crônicas serão vacinados em data diferente,
durante a campanha anual de vacinação contra a gripe sazonal) e crianças de seis meses a menores de dois anos

22/03 a 06/04

População de 20 a 29 anos

05/04 a 23/04

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO DO IDOSO Pessoas com mais de 60 anos vacinam-se contra a gripe comum. Aqueles com doenças crônicas também serão vacinados contra a gripe pandêmica

24/04 a 07/05

População de 30 a 39 anos

10/05 a 21/05


Alitéia Milagre

Secom PMU


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

sexta-feira, 26 de março de 2010

Hora do Planeta 2010

Estamos no Clima de Hora do Planeta
 
Poderia ser apenas por uma hora, mas vamos parar até segunda-feira dia 29.
São três anos de atualização ininterrupta, em alguma das nossas edições na web.
 
Vamos parar todas as máquinas por  dois dias para retornar com força total.
 
E lembrem-se dia 27 sábado às 20:30 apague a luz por 60 minutos. Pare por 60 minutos. Medite por 60 minutos.
 
O Planeta inteiro agradece

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

19 capitais brasileiras engajadas e programação intensa

na Hora do Planeta 2010 

Com as recentes adesões de Belo Horizonte, João Pessoa, Florianópolis e Salvador, o número de capitais na Hora do Planeta sobe para 19. O Estado do Espírito Santo também manifesta seu compromisso com a Hora do Planeta. 

Confira a programação de cada cidade para celebrar a preservação do planeta.  

A noite de 27 de março está chegando e o Brasil se prepara para participar da Hora do Planeta 2010.  Até esta sexta-feira (26/3), 72 cidades - entre as quais 19 capitais - em 20 estados do país, estão engajadas no movimento global e irão mobilizar seus moradores, desligar as luzes de monumentos e organizar eventos.  Os governos do estados do Acre, Minas Gerais e Espírito Santo também aderiram ao movimento. 

Mas além das prefeituras das cidades, há muita gente fazendo a sua parte da maneira como pode e pensando em alternativas interessantes para fazer no apagar das luzes. O resultado disso é que não vão faltar bons programas para a Hora do Planeta.  

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, primeira cidade a aderir, acontece o evento oficial da Hora do Planeta 2010, no Jardim Botânico. A solenidade contará com a presença do ministro do Meio Ambiente Carlos Minc e do prefeito Eduardo Paes, que desligarão o interruptor simbólico das luzes da cidade maravilhosa. O grupo Intrépida Trupe fará apresentação para os convidados.  

Fora do Jardim Botânico, muitas outras atividades vão acontecer para celebrar a Hora do Planeta com o apagar das luzes da orla de Copacabana, Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Fiocruz, Jockey Club, Arpoador e Monumento dos Pracinhas. Na Lagoa Rodrigo de Freitas, acontecerá uma vigília à luz de velas e os restaurantes Zazá Bistrô, Via Sete e Restô Ipanema  terão pratos, promoções e até decoração especiais para a noite.  

No Sesc Madureira e Tijuca, dois espetáculos de teatro temáticos serão apresentados à meia luz. Já a Fundação Planetário, na Gávea, convida os visitantes para uma Observação do Céu gratuita. O hotel Marina e a rede Hotels Internacional também estão com programações especiais.  Como o esporte não poderia faltar no Rio de Janeiro, a acadêmia Cia Athletica irá realizar um aulão de spinning à luz de velas. 

São Paulo

Na capital paulista, o evento oficial da Hora do Planeta, aberto ao público, será no Parque do Povo e contará com a apresentação do coral do Instituto Bacarelli formado por crianças da favela de Heliópolis em São Paulo. Para jantares românticos, as opções são o restaurante América e a Bendita Hora Pizzaria. Para quem gosta de malhar, a Academia Gustavo Borges aderiu ao movimento e fará um minuto sem luz durante a festa de comemoração da unidade Morumbi. Para quem estiver de passagem na cidade e hospedado no Sheraton São Paulo WTC hotel, a melhor opção é fazer uma massagem à luz de velas nos bangalôs à beira da piscina. Já quem vai estar no litoral, uma boa pedida é visitar o restaurante ecológico do Mc Donalds em Bertioga, que oferecerá programação recreativa aos clientes.

Os monumentos que serão apagados na cidade de São Paulo: Ponte Estaiada, Monumento às Bandeiras, Viaduto do Chá, Estádio do Pacaembu, Obelisco, o auditório do Parque do Ibirapuera e algumas luzes do próprio parque.

Brasília:

Na capital federal, a Câmara dos Deputados e o Senado  aderiram à Hora do Planeta e irão desligar as luzes de seus prédios na noite de 27 de março.  E como Brasília não é só o centro da política nacional, algumas programações culturais também irão animar a cidade. Para quem gosta de rock, a opção é ir ao Café da Rua 8 e ouvir boa música no escuro. O Terraço Shopping oferecerá uma oficina de percussão com materiais reciclados e ainda uma aula de spinning no escuro ao som da banda Patubatê.  Na academia Cia Athlética terá aula de spinning zen e de Yoga, além de um buffet especial.  O bar Mittlealter vai oferecer programação especial com temática medieval e à luz de velas. 

Manaus:

Em Manaus, a prefeitura aderiu à Hora do Planeta e irá apagar o Parque Ponto dos Bilhares e Parque Lagoa do Japiim. Na cidade, as universidades estão comandando a programação. Shows de música acústica, com os grupos Imbaúba e Grupo Musical Infantil Pássaros da Amazônia, acontecerão no campus do Centro Universitário Luterano de Manaus (CEULM). Após os shows, os presentes sairão, às 20h30, para um passeio a pé e de bicicleta até a Lagoa do Japiim. A academia Cia Athletica também vai promover uma aula de spinning no escuro.

Além disso, no interior do estado do Amazonas, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) está mobilizando seus campi em 24 municípios.  Em Itapiranga, alunos e professores vão fazer uma procissão à luz de velas. Entre 800 e 1.000 pessoas são esperadas no Santuário da Rainha do Rosário e da Paz, de onde partem os fiéis. Em São Sebastião, os jovens farão uma vigília na igreja adventista do município. Em Barcelos, a Hora do Planeta será celebrada com uma cantata na escadaria de uma igreja centenária às margens do rio Negro. Já em Coari, será feita uma apresentação musical, iluminada com velas e latas. 

Curitiba:

Em Curitiba, o evento oficial acontece no Palácio Avenida e é organizado pela prefeitura da cidade em parceria com a Fundação O Boticário e o HSBC, um dos patrocinadores da Hora do Planeta. O coral das crianças do HSBC se apresentará no local durante a Hora do Planeta.   

A programação alternativa na cidade está a todo vapor. Para comer à luz de velas, os restaurantes que terão programação especial são: Fran's Café, Jokers Pub Café, Piola Pizzaria, Jungle Juice e Totopos Gastronomia Mexicana.

Para quem ao invés de ingerir deseja queimar calorias, a Cia Athletica oferece aula de body balance, yoga e spinning, tudo com iluminação de velas e muita música. Duas unidades da academia Gustavo Borges também irão apagar as luzes.

Na 19º edição do Festival de Curitiba, as luzes serão apagadas simbolicamente  durante um minuto antes do início dos sete espetáculos que estarão em cartaz.  

Na cidade de Curitiba, 12 monumentos ficarão no escuro: Teatro do Paiol, Estufa do Jardim Botânico, Fonte Dos Anjos, Torre da Biodiversidade, Monumento de Bambu na Linha Verde, Fonte da Praça Santos Andrade, Fonte da Praça Generoso Marques, Portal de Santa Felicidade, Pista de Atletismo da Praça Osvaldo Cruz, Cancha Polivalente da Praça Ouvidor Pardinho, Fachada do Paço Municipal, Torre da Telepar.  

Campo Grande:

Em Campo Grande, a Prefeitura Municipal irá desligar a energia de pontos estratégicos da cidade como forma de chamar a atenção para a necessidade de conservação do meio ambiente .  Os monumentos são: Morada dos Baís, Central de Atendimento ao Cidadão, Obelisco, Parque Belmar Fidalgo, Horto Florestal, Parque Jacques da Luz, Parque Tarsila do Amaral e Praça Elias Gadia.

No evento Caminhão da Cultura, que leva apresentações culturais a diferentes regiões da cidade, as luzes serão apagadas por um minuto para simbolizar o início da Hora do Planeta. Para os praticantes de esportes, a Fundação Municipal de Esporte (Funesp) promove a primeira edição do Projeto "36 Horas de Esporte", que começa às 19h do dia 27. Durante a Hora do Planeta serão apagadas as luzes da Praça de Esportes Elias Gadia e torneios de truco serão realizados à luz de baterias.  

Porto Alegre:

Largo dos Açorianos, Julio de Castilhos (Praça da Matriz), Monumento ao Expedicionário, Fonte Talavera, Viaduto Otávio Rocha, Estátua do Laçador, Estátua de Bento Gonçalves e Praça da Alfândega. Todos esses ícones ficarão sem iluminação no dia 27 de março às 20h30 para a Hora do Planeta.  

Na capital do Rio Grande do Sul, a prefeitura participará de um evento oficial organizado pela rede de lojas Walmart Brasil, um dos patrocinadores da Hora do Planeta 2010, onde o interruptor simbólico das luzes da cidade será desligado. 

Belém:

Em Belém o símbolo da Hora do Planeta será o Mercado São Brás, que ficará no escuro das 20h30 às 21h30. Muita música e a celebração pelo meio ambiente acontecem do lado de fora do mercado. O famoso mercado de peixe Ver-o-Peso também terá suas luzes desligadas.  

Para a noite do planeta, o hotel Hilton prepara uma programação diferente: jantar à luz de velas, luau a beira da piscina, com iluminação de tochas, som acústico de violão e percussão e apresentação de grupo de dança. Quem for até lá ainda poderá provar drinks com nomes bem diferentes preparados para a ocasião: camada de ozônio, efeito estufa, etc. O hotel Crowne Plaza também oferecerá jantar a luz de velas aos hóspedes.  

Rio Branco:

O Horto Florestal e o Palácio Rio Branco são os dois pontos de Rio Branco que ficarão no escuro durante a Hora do Planeta. A pizzaria Piola vai oferecer jantar à luz de velas para aqueles que quiserem aproveitar a ocasião para passear. Além da prefeitura, o governo do Estado também aderiu ao movimento. 

João Pessoa: A capital da Paraíba aderiu e irá apagar as luzes do Paço Municipal e da Estação Ciência, Cultura e Arte. 

Belo Horizonte: Na capital mineira, o relógio do Palácio Municipal e o prédio onde funciona a Secretaria Municipal de Meio Ambiente ficarão no escuro. Além da prefeitura, o governo do Estado também aderiu ao movimento.

Palmas: Na capital do estado do Tocantins, será desligada a iluminação da Praça dos Girassóis

Cuiabá: Os monumentos a serem apagados são o Palácio Dante Martins de Oliveira, Praça Rachid Jaudy, Museu do Morro da Caixa d'Água Velha e o Centro Geodésico da América do Sul, localizado no estado de Mato Grosso.

Fortaleza: O Arco da Praça Portugal, na Aldeota, a Coluna da Hora, na Praça do Ferreira, o Seminário da Prainha, a Estátua de Iracema, na lagoa de Messejana, e o monumento na Praça Régis Jucá ficarão sem iluminação na Hora do Planeta.

Recife: A capital de Pernambuco irá desligar as luzes da Ponte Duarte Coelho e do edifício sede da Prefeitura do Recife.

Vitória: Na capital do Espírito Santo, ficarão no escuro o Morro do Penedo, as torres de transmissão do bairro Jesus de Nazareth e as torres de transmissão do bairro Maria Ortiz. Além da prefeitura, o governo do Estado também aderiu ao movimento.

Goiânia: O Viaduto Latif Sebba, elevado João Alves de Queiroz e o Parque Municipal Flamboyant Lourival Lousa serão os ícones apagados na capital do estado de Goiás.

São Luís: Serão desligados o Palácio La Ravardiere (Sede da Prefeitura Municipal), Memorial Maria Aragão, Fachada da Igreja dos Remédios, Sereia da Praça Dom Pedro II e Monumento da Praça Gonçalves Dias.  

Salvador: A capital baiana celebrará a Hora do Planeta apagando as luzes dos ícones Palácio Thomé de Souza, Elevador Lacerda, Orixás do Dique do Tororó, Poeta da Praça Castro Alves, Cristo da Barra 

Florianópolis: No estado de Santa Catarina, a Praça XV de Novembro, no centro da cidade, e a Ponte Hercílio Luz, símbolo da Ilha, serão desligados para a Hora do Planeta.

Confira todas as cidades que apoiam a Hora do Planeta 2010: Apodi (RN), Barueri (SP), Campo Florido (MG), Campo Grande (MS), Canoas (RS),  Carangola (MG), Castro Alves (BA), Cuiabá (MT) , Curitiba (PR), Fortaleza (CE) , Ibitirama (ES)    , Jumirim (SP), Manaus (AM), Maringá (PR),  Osasco (SP), Palmas (TO),   Pindamonhangaba (SP), Porto Alegre (RS), Porto Ferreira (SP), Rio Branco (AC) , Rio das Ostras (RJ),  Rio de Janeiro (RJ), São Félix do Xingu (PA),  São José dos Campos (SP), São Paulo (SP), São Vicente (SP), Tarumã (SP),  Taubaté (SP), Tijucas (SC), Viana (ES), Vitória (ES), Wenceslau Braz (PR), Guaporé (RS), Niterói (RJ), Poços de Caldas (MG), Quirinópolis (GO),  Tibagi (PR), Itabirito (MG), Petrolina (PE), Alto Caparaó (MG), Ribeirão Pires (SP), Rio Verde (GO), Itajubá (MG), Martinópolis (SP),  Jacutinga (MG), Bragança (PA), Uberlândia (MG), Itapevi (SP), Mesquita (RJ),  Guaíra (SP), Caucaia (CE), Camocim (CE), Nova Prata (RS), Recife (PE) , Goiânia (GO), Cubatão (SP), Lorena (SP),  Belém (PA), São Luís (MA), Santos (SP), Peruíbe (SP), Camapuã (MS), Arceburgo (MG), São Bernardo do Campo (SP), Barcelos (AM), Condeúba (BA), Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB), Sorocaba (SP), Joinville (SC), Florianópolis (SC) e Salvador (BA).  

NÚMEROS DA HORA DO PLANETA NO MUNDO:

Países/territórios: 125
Cidades: 3.483
Capitais de países: 56
Das 10 cidades mais populosas: 7
Dos 15 países com maior PIB: 15

Em 2010, 36 novos países participam da Hora do Planeta

Novos ícones confirmados que apagrarão suas luzes: catedral de Helsinki e Palácio de Buckimgham (Londres) 

Total de ícones no mundo: 1.277 

Participe você também. Cadastre-se e saiba como aderir e divulgar a Hora do Planeta 2010:

Site oficial e cadastro: www.horadoplaneta.org.br

Kit de mobilização: http://www.horadoplaneta.org.br/divulgue.php

Números da Hora do Planeta no Mundo:

Países/territórios: 121

Cidades: 3.109

Ícones no mundo: 1201

WWF-Brasil
www.wwf.org.br 

Sobre o WWF-Brasil
O WWF-Brasil é uma organização não-governamental brasileira dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. O WWF-Brasil, criado em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários. 

Sobre a Hora do Planeta 

A Hora do Planeta, conhecida globalmente como Earth Hour, é uma iniciativa global da Rede WWF para enfrentar as mudanças climáticas.  No sábado, dia 27 de março de 2010, às 20h30, pessoas, empresas, comunidades e governo são convidados a apagar suas luzes pelo período de uma hora para mostrar seu apoio ao combate ao aquecimento global. Na primeira edição, realizada em 2007 na Austrália, 2 milhões de pessoas desligaram suas luzes. Em 2008, mais de 50 milhões de pessoas de todas as partes do mundo aderiram à ação. Em 2009, quando o WWF-Brasil realizou pela primeira vez a Hora do Planeta no Brasil, quase 1 bilhão de pessoas em todo o mundo apagaram suas luzes. 

 

CDN Comunicação Corporativa
SheilaAlbuquerque
www.cdn.com.br

 

 

 

 

 

 




--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

terça-feira, 23 de março de 2010

Oficina no Parque Siquieroli reune cerca de 80 alunos do ensino fundamental

Cerca de 80 alunos do ensino fundamental participaram da oficina ministrada pelo Núcleo de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente realizada no parque Victório Siquieroli na tarde dessa terça-feira (23). O evento faz parte das atividades da III Semana de Preservação dos Recursos Hídricos promovida pela Câmara Municipal e Prefeitura de Uberlândia.
 
Os estudantes da Escola Municipal Domingos Pimentel de Ullhôa e do Sesi assistiram a apresentação sobre o trabalho de conscientização ambiental que é realizado no parque. Foram abordados aspectos gerais relacionados à localização e área do parque, potencial ecológico para o trabalho de educação ambiental, como a reserva do cerrado mantida no local, e visitação. De acordo com o geógrafo da secretaria de Meio Ambiente, são cerca de cerca 150 pessoas que visitam o parque diariamente. Só no ano passado, foram contabilizadas 40 mil visitas.
 
Durante a apresentação, foi lançada a primeira edição da revistinha ecológica "Turma da Correnteza" produzida pelo Consórcio Capim Branco de Energia. Segundo a bióloga do Consórcio, Simone Mendes, autora das histórias da revista, o projeto foi elaborado em comemoração ao Dia Mundial da Água e tem o propósito de ser um meio multiplicador de conscientização para preservação dos recursos hídricos. "O consórcio aproveita a água para produção de energia e tem a obrigação de conservar a água, mas esse é um dever de todos", salientou a bióloga.

Foram impressos mil exemplares da revistinha e uma pequena parte foi distribuída aos alunos presentes na oficina, mas de acordo com Simone Mendes, a proposta inicial da equipe de Meio Ambiente do Consórcio Capim Branco é distribuir aos alunos do curso fundamental da zona rural. Mais exemplares devem ser impressos para posteriormente atender aos estudantes das escolas urbanas.

Três alunos da Escola Domingos Pimentel apresentaram o projeto que elaboraram no ano passado denominado "Os (as) meninos (as) e os córregos urbanos de Uberlândia". O projeto interdisciplinar, que ganhou o concurso de melhor experimento pedagógico "Semeando" promovido pela escola, mostrou a situação dos córregos dentro da cidade, qualidade da água e a presença de lixo nas margens dos leitos de água. Segundo a professora de geografia Silma Rabelo Montes, o projeto foi apresentado como uma forma de incentivar os professores a desenvolver o programa Semeando nas escolas.

Após a atividade teórica, os alunos partiram para o campo onde participaram de atividades de experimento, como a pintura com areia de várias tonalidades retirada das margens do rio. A professora de Ciências, Adriana Silva Melo disse que esse tipo de areia é encontrada na mata ou nas beiras dos córregos onde se faz a coleta. "Ela é encontrada em várias áreas e o que acontece com as diferenças de cores se dá devido a ação da água, do próprio sol, da própria temperatura que vai provocando a oxidação do ferro. Então, em uma aula de ciências, de geografia, ou da própria artes, você vai trabalhar o solo, extrair e usar isso como se fosse uma tinta comercializada", explicou a professora.

A aluna do 5º ano do Sesi, Rafaela Petri Santos, disse que a experiência é boa. "Eu acho (uma experiência boa) porque ajuda o meio ambiente, ajuda reciclando, mostrando para as pessoas que podem usar materiais do meio ambiente para fazer arte", opinou.

 
Os alunos também visitaram as matas dentro do parque onde foi possível perceber como que as florestas contribuem para proteção dos mananciais de água. Além de proteger as margens dos córregos e rios, elas também absorvem as águas das chuvas e impedem que um grande volume de precipitação se descarregue nos leitos em um curto intervalo de tempo. 
 
Texto: Emiliza Didier / Foto: Pedro Reis
Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Uberlândia

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

segunda-feira, 22 de março de 2010

Conversões à esquerda serão proibidas na Av. João Naves de Ávila próximo ao Fórum

O tráfego na Av. João Naves de Ávila será alterado em dois cruzamentos a partir do dia 18 de abril. De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) os veículos não poderão fazer conversão à esquerda para os acessos às avenidas Floriano Peixoto (sentido bairro-centro) e Cesário Alvim (sentido centro-bairro).

            Os motoristas que forem virar para a Av. Floriano Peixoto devem pegar o acesso pela Rua Caiapônia, que terá o sentido alterado na mesma data e também receberá um semáforo no cruzamento com a Av. Floriano Peixoto. E para entrar na Av. Cesário Alvim, será preciso fazer o contorno pela Rua Agenor Paes com sentido à Rua Cel. Antônio Alves Pereira.

            Segundo o assessor municipal de Trânsito, Divonei Gonçalves dos Santos, a mudança deve melhorar o tráfego na Av. João Naves de Ávila (próximo ao Fórum e ao Terminal Central). "Com as mudanças, vamos reduzir o tempo de espera nos semáforos nesses dois cruzamentos e também o tempo de viagem dos transportes coletivos. Os pedestres também serão beneficiados com essas melhorias", explicou.

            A alteração da circulação viária fará com que, a cada hora, cerca de 2.650 veículos não fiquem mais retidos nos semáforos por mais de um ciclo. "Esse benefício, aliado à boa fluidez do tráfego, a emissão de poluentes será menor devido à economia na queima de combustível", reforçou.

 

Fillipe Alves

Secom PMU
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

Escola Municipal Profª Josiane França expõe trabalho sobre a água na Câmara Municipal

A Escola Municipal Profª Josiane França do bairro Canaã está com uma mostra de trabalhos relacionados à Preservação e Conservação dos Recursos Hídricos, no hall de entrada da Câmara Municipal de Uberlândia até o dia 27 de março. A exposição faz parte da Semana de Preservação e Conservação dos Recursos Hídricos, aberta nesta segunda-feira (22).

Segundo a professora do laboratório de ciências da Escola Municipal Profª Josiane França, Leila Castellan Pelizer são dois paineis com informações relacionadas a água.

O trabalho foi desenvolvido por cerca de 220 estudantes do 6º ao 9 º ano, da Escola Josiane França, juntamente com professores e a Universidade Federal de Uberlândia, durante os três últimos anos. "A pesquisa está vinculada às normas e diretrizes de base do ensino e traz uma reflexão sobre o desperdício da água. Varrer a calçada com jato de água, tomar banho demorado, deixar a bucha molhada em cima do sabão, desmatar áreas de preservação ambiental, deixar de plantar árvores na porta de casa, são atitudes erradas que merecem ser repensadas. Muitos têm estes tipos de condutas por falta de conhecimento", disse.   

Depois da Câmara, a mostra seguirá para o Parque Victório Siquieroli.

 

 Alitéia Milagre

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura

FarolCom por aí