sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Uberlândia recebe CineMonsanto em 03, 04 e 05 de setembro

Projeto de cinema itinerante celebra 5 anos de atividades e traz novidades para 2010: a distribuição de livros educativos e sessões ao ar livre.

Expectativa é de mais de 60 mil novos espectadores em 26 cidades brasileiras.

A cidade de Uberlândia recebe neste final de semana o CineMonsanto,  o mais antigo projeto cultural da Monsanto, que tem como objetivo levar, por meio do cinema, diversão e cultura à população que não tem acesso a esse tipo de entretenimento por estar longe dos grandes centros ou por questões financeiras.

Pensado no conforto do espectador, a organização do cinema itinerante preocupa-se em reproduzir uma sala de cinema com todos os recursos necessários: tela de mais de 5 metros, áudio e projeção de alta definição, tapete vermelho e até pipoca. "É importante criar o clima do cinema, pois sabemos que cerca de 95% do público do projeto nunca esteve em um ambiente como esse e costuma se encantar", afirma Christiane Cralcev Bracco, coordenadora de Comunicação e Responsabilidade Social da Monsanto.

Os números comprovam o sucesso da iniciativa da Monsanto: ao longo de quatro anos, 170 mil espectadores, em mais de cem cidades de dez diferentes estados, assistiram às apresentações. A expectativa agora é de mais de 60 mil novos espectadores em 26 cidades brasileiras.

Uma das novidades desta temporada é a possibilidade de realizar as apresentações em locais abertos, como foi em Patos de Minas na semana passada e será em Uberlândia. "Havendo espaço físico e condições climáticas favoráveis, a nova plataforma do CineMonsanto, que dispõe de um equipamento que permite apresentações externas sem distorções de áudio e vídeo, levará os filmes para um maior número de pessoas", diz Bracco.

Doação de Livros

A outra novidade é que os visitantes receberão um livro de presente. Ao longo do ano, cerca de 50 mil livros educativos, com temas ligados a inclusão social, ética, preservação ambiental e cidadania, serão distribuídos.

A doação dos livros é possível por meio da parceria com a Fundação Educar DPaschoal. "Sabemos que o maior índice de analfabetismo está na faixa etária de 6 a 9 anos, então percebemos uma oportunidade de agir de forma integrada, na qual cultura e literatura podem contribuir para a redução desse índice, estimulando a leitura de forma lúdica, desde cedo", afirma Christiane Bracco.

As seis sessões serão na Praça Said Jorge, s/nº, no distrito de Tapuirama. Abaixo a programação para os dias 03,04 e 05 de setembro:

• Sexta, dia 03/09.

19:00 – Deu a Louca na Chapeuzinho

21:00 – Lisbela e o Prisioneiro

• Sábado, dia 04/09.

19:00 – A Era do Gelo 2

21:00 – Quem quer ser um milionário?

• Domingo, dia 05/09:

19:00 – Dois Filhos de Francisco

21:00 - Uma Verdade Inconveniente

Sinopses dos filmes

·        Deu a Louca na Chapeuzinho - A bicharada está assustada depois que os policiais do reino animal receberam denúncias de uma confusão na floresta. A bagunça envolve nada menos que a Chapeuzinho Vermelho, o Lobo Mau e a Vovozinha. Nesta confusão, quem conta a verdade? Quem roubou as receitas de doces da Vovó? Se você desconfia de alguém, guarde a informação até o fim do filme. Será uma grande surpresa! Censura livre.

·        Lisbela e o Prisioneiro - Lisbela está noiva e de casamento marcado, quando Leléu chega à cidade. O casal se encanta e passa a viver uma história cheia de personagens tirados do cenário nordestino: Inaura, uma mulher casada e sedutora que tenta atrair o herói; um marido valentão e "matador", Frederico Evandro; um pai severo e chefe de Polícia, Tenente Guedes; um pernambucano com sotaque carioca, Douglas, visto sob o prisma do humor regional; e um "cabo de destacamento", Cabo Citonho, que é suficientemente astuto para satisfazer os seus apetites. Censura livre.

·        A Era do Gelo 2 - A era glacial está chegando ao fim e, com isso, surge em todo lugar gêiseres e verdadeiros parques aquáticos. O mamute Manfred (Diogo Vilela), o tigre Diego (Márcio Garcia) e o bicho-preguiça Sid (Tadeu Melo) logo descobrem que toneladas de gelo estão prestes a derreter, o que inundaria o vale em que vivem. O trio de amigos precisa correr para avisar a todos do perigo e encontrar um local em que não corram riscos. Censura livre.

·        Quem Quer Ser um Milionário?  - Jamal é um jovem pobre que está prestes a se tornar um milionário no "Show do Milhão" da TV Indiana. Mas como esse garoto simples da favela sabe todas as respostas? Será armação ou destino? Interrogado pela Polícia, ele nos conta sua incrível história: a morte da mãe, a vida na rua ao lado do irmão e a paixão que ele tem desde criança pela bela Latika. Conseguirá Jamal provar sua inocência e ganhar o prêmio e o coração de sua amada? Quem quer ser um milionário? foi o grande vencedor do Oscar 2009, com oito prêmios, incluindo melhor filme. Censura 16 anos.

·        2 Filhos de Francisco - Francisco Camargo (Ângelo Antônio) é um lavrador do interior de Goiás que tem um sonho aparentemente impossível: transformar dois de seus nove filhos em uma dupla sertaneja. Ele inicialmente deposita sua esperança no mais velho, Mirosmar (Dablio Moreira), e resolve lhe dar um acordeão quando completa 11 anos. Mirosmar e seu irmão Emival (Marco Henrique), que toca violão, se apresentam com sucesso nas festas da vila onde moram, mas, devido a perda da propriedade onde moravam nos anos 70, toda a família é obrigada a se mudar para Goiânia. Mirosmar e Emival começam a tocar na rodoviária local, na intenção de conseguir algum dinheiro para ajudar em casa. Lá eles conhecem Miranda (José Dumont), empresário de duplas sertanejas, que viaja com eles pelo Brasil por mais de quatro meses. Os irmãos começam a fazer sucesso, chegando a cantar para seis mil pessoas em um show no interior do País, mas um acidente encerra prematuramente a carreira da dupla. Após quase desistir da carreira artística Mirosmar decide voltar a cantar, agora usando o nome artístico de Zezé di Camargo (Márcio Kieling). Ele grava um disco solo, mas não obtém sucesso. Já casado e com duas filhas pequenas, Zezé tem dificuldades em sustentar a família e o que consegue é que outras duplas cantem suas composições, porém, ele encontra em seu irmão Welson (Thiago Mendonça), que passa a usar o nome artístico de Luciano, o parceiro ideal para levar adiante sua carreira musical. Censura livre.

·        Uma Verdade Inconveniente - O ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore apresenta uma análise da questão do aquecimento global, mostrando os mitos e equívocos existentes em torno do tema. O filme mostra possíveis saídas para que o planeta não passe por uma catástrofe climática nas próximas décadas. Censura livre.

 

Sobre a Monsanto

A Monsanto é uma empresa dedicada à agricultura. Pioneira no desenvolvimento de produtos com tecnologia de ponta na área agrícola – herbicidas, sementes convencionais e geneticamente modificadas  –, a Monsanto busca soluções sustentáveis que proporcionem aos agricultores produzir mais com menos recursos. Para isso, investe anualmente mais de US$ 1 bilhão em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, e compartilha seu conhecimento com produtores para ampliar o seu acesso a modernas tecnologias agrícolas, especialmente em países pobres e em desenvolvimento.

A Monsanto está presente no Brasil desde 1963. Em 2009, destinou R$ 9,4 milhões a projetos socioambientais em todo o país, realizados em 90 cidades, de 12 estados brasileiros. No total, mais de 700 mil pessoas foram beneficiadas. No campo da sustentabilidade, os projetos da Monsanto promoveram a realização de 250 palestras sobre conscientização ambiental, a distribuição gratuita de 30 mil livros e o plantio de 3 mil árvores, envolvendo a participação de 47 mil crianças.

A Monsanto faturou mais de R$ 3,2 bilhões no Brasil em 2009, produzindo e comercializando a linha de herbicidas Roundup, sementes de soja convencional (Monsoy) e geneticamente modificada (Roundup Ready®), sementes convencionais e geneticamente modificadas de milho (Agroeste, Sementes Agroceres e Dekalb), sementes de sorgo, algodão (Deltapine) e, ainda, sementes de hortaliças (Seminis e De Ruiter). Em novembro de 2008, passou a atuar no mercado de cana-de-açúcar, com a aquisição das empresas Canavialis e Alellyx, do Grupo Votorantim. Em fevereiro de 2009, a Monsanto adquiriu os 49% restantes da MDM, reforçando sua posição no mercado de algodão.

 

Rafaela Mercês | CDI


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br