quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Pacote de ações para motivar os motoristas de ônibus

Profissão estressante exige maior atenção das empresas de transporte urbano


Barulho, trânsito caótico e passageiros grosseiros são algumas situações enfrentadas diariamente por motoristas do transporte coletivo. De acordo com o estudo "De que adoecem e morrem os motoristas de ônibus", realizado pelo Dr. Éber Assis dos Santos Júnior, médico especialista em Clínica Médica e em Medicina do Trabalho, o exercício da profissão nas atuais condições de trabalho desses motoristas de ônibus, é altamente prejudicial à saúde, causando inúmeras formas de sofrimento físico e mental, adoecimentos frequentes e morte prematura.


Para reverter essa situação e garantir a qualidade de vida de seus 316 motoristas, a Viação Sorriso de Minas desenvolve diversas ações de acompanhamento, apoio e preparo dos profissionais. Dentre elas estão treinamentos de reciclagem e direção defensiva, palestras, gestão participativa, além dos apoios de psicóloga e técnico em segurança no trabalho. "Estamos sempre abertos para ouvi-los e conscientizá-los da importância das atividades deles para empresa e comunidade", garante Laryssa Bernardes Bucci, responsável pelo setor de psicologia da empresa.


Aliado a isto, um bom ambiente de trabalho e programas de incentivos geram colaboradores motivados o que também ajuda a minimizar o estresse diário.

 

Prêmios e incentivos

 

A analista de Recursos Humanos da empresa, Fabiana Rocha Dias conta que a relação empresa/colaborador precisa ser pautada por muito respeito, investimentos em projetos e desenvolvimento de ações que atendam as necessidades dos funcionários tanto no aspecto profissional quanto nas áreas de saúde, lazer e educação.

Na Sorriso de Minas existem premiações mensais oferecidas aos colaboradores considerados modelo de atitude e comportamento. Há também incentivos intelectuais como descontos em cursos de graduação, técnicos, pós-graduação e extensão em qualquer instituição de ensino, convênios de saúde, cuidado com a ergonomia e postura, além de clube de lazer.

 

Outra ação curiosa é o "caderno de ideias". Nele os colaboradores podem sugerir ideias que melhorem os processos da empresa. As melhores são premiadas e implantadas.

 

 "Não basta apenas remunerá-los, é preciso ir além, fornecer benefícios, estreitar os laços de convivência, garantir o que há de melhor para que todos possam trabalhar bem e ter momentos de cuidados consigo e sua família, isto é zelar para que os aspectos sociais não fiquem descobertos. A empresa é uma extensão da casa de cada um e é justamente nela que o colaborador precisa de suporte e incentivos para melhorar diariamente", finaliza Fabiana.


Carolina Ikeda | Lead 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa