quinta-feira, 25 de junho de 2009

Cancelamentos aumentam a fila de espera nos hospitais

Para evitar problemas, pacientes devem comunicar desistência até 24 horas antes

 

Um ato comum para muita gente é apontado pelas pesquisas como causa de um dos principais problemas na rede de saúde. Segundo um estudo feito no Paraná, 35% dos pacientes faltam às consultas médicas. Esta situação está diretamente ligada ao aumento das filas de espera por atendimento em hospitais particulares e públicos. Uma realidade encontrada em todo país.

 

O diretor administrativo do Santa Genoveva Complexo Hospitalar, em Uberlândia, o anestesiologista Alexandre Menezes, destaca os transtornos gerados pelos pacientes que não comparecem ou desmarcam na última hora as consultas e cirurgias no hospital. "Este paciente prejudica outras pessoas que estão aguardando atendimento e também ao próprio médico que fecha a agenda do dia e fica com o horário ocioso", apresenta.

 

Cirurgias

 

No caso das cirurgias o transtorno é ainda maior. Além de manter toda equipe a espera do faltoso, o paciente do horário seguinte também é prejudicado. "Se considerarmos o estado emocional do paciente no pré-operatório, uma hora a menos de espera seria suficiente para reduzir um pouco desta tensão. Ainda em casos de cesarianas ou operações em crianças, este paciente é submetido a um período há mais de jejum. Nestes casos, se o paciente avisar a desistência, os outros poderiam ter o procedimento antecipado", explica o médico.

 

Cancelamento

 

Segundo o diretor, o ideal é que a desmarcação de consultas ou cirurgias seja realizada com pelo menos 24 horas de antecedência. Assim o médico terá tempo de reorganizar seus compromissos e agendar o atendimento a outro paciente.

 

"O simples ato de avisar o não comparecimento ao consultório pode reduzir a fila de espera por atendimento que hoje existe em todas as instituições de saúde, seja ela pública ou privada", aponta ao lembrar que também é uma questão de educação fazer tal comunicado.

 

O médico lembra ainda que este paciente faltoso terá de remarcar seu procedimento para nova data, ocupando assim o horário que poderia ser usado por outro, o que novamente prolonga a fila de espera.

 

Confira as dicas para ser um paciente correto:

 

  1. Cancelamentos ou remarcações de consultas e procedimentos devem ser realizados com no mínimo 24 horas de antecedência.
  2. Nunca deixe de avisar caso não seja possível comparecer ao compromisso;
  3. Para não esquecer uma consulta deixe um recado em lugar visível. Vale também colocar um alerta no celular algumas horas antes do horário marcado.
  4. Caso não seja uma urgência não insista para marcar uma consulta de última hora. Você pode atrasar o atendimento dos outros pacientes.
  5. Se ficar preso no trânsito ou em outro compromisso, avise a secretária do médico. Assim ela pode adiantar a consulta de outros pacientes até você chegar ao consultório.

Lead Comunicação / Rosiane Magalhães


--
http://www.farolcomunitario.com.br
rede web de informação e cultura