quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Novembro Azul também para o seu pet

Passado o Outubro Rosa é hora de conscientizar os homens sobre importância de prevenir o câncer de próstata. O Novembro Azul tem esse objetivo e o mundo pet também participa dessa campanha para lembrar os tutores de que cães e gatos também podem ser vítimas da doença. 

O câncer de próstata é mais raro em felinos, no entanto, em cães entre 7 a 15 anos a incidência da doença é grande. 

 A veterinária Sirlei Manzan orienta que os machos devem fazer anualmente ultrassonografia abdominal para avaliar a próstata e testículos.

“A doença é comum em machos não castrados. É preciso ter uma atenção maior com eles, por isso a realização desse exame é muito importante, disse a veterinária.

Segundo Sirlei Manzan, muitos cães não apresentam sintomas da doença. “De qualquer forma, o tutor deve procurar o quanto antes um veterinário se o animal lamber excessivamente o pênis, se houver presença de secreção com sangue ou esverdeada, dificuldade para defecar, dores, anormalidade para andar e perda de peso. “O tutor pode notar também durante a palpação, que os testículos estão aumentados e irregulares, com consistência mais firme que o normal. O exame de toque retal pode ser realizado com frequência a partir dos 5 anos”, afirmou.

É importante destacar que a castração diminuiu a incidência do câncer de próstata em até 90%, além de ajudar no controle comportamental de cães mais agressivos e dominantes. “Essa é uma alternativa que deve ser avaliada pelos tutores juntamente com o veterinário. Muitos ainda acham que a castração é prejudicial para o cão, sendo que a cirurgia trará benefícios para a saúde dele. Isso sem falar, que a medida é uma importante aliada no controle populacional de cães”, finalizou a veterinária. 

Fabiana Barcelos | Ares