quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Conexão musical traz a Uberlândia a banda paulista Jolt

Em 2015, o grupo participou de uma promoção e esteve entre as 10 mais votadas para subir ao palco da quarta edição do Lollapalooza.

Conquistar um novo mercado é o desafio de todo artista. A busca por esse público é o que motivou a vinda da banda paulista Jolt a Uberlândia para uma série de shows ao lado da uberlandense AP7, entre os próximos dias 14 e 17 de outubro.

“Essa é uma conexão entre São Paulo e Minas Gerais, com duas bandas se ajudando no cenário da música nacional. Da mesma forma que iremos para Uberlândia, os traremos para São Paulo, provavelmente ano que vem. Essa prática é bem comum no meio sertanejo, mas não no pop rock. Por isso, queremos impulsionar essa troca de experiências musicais”, disse o produtor da Jolt, César Machado.

Os músicos da Jolt têm entre 13 e 27 anos: Mariana e Cauan nos vocais, Douglas Adelantado “Dough” na bateria, Deh Mallagrino no baixo, Leticia Meyer e Lucas Araújo, ambos na guitarra. Juntos eles tocam o melhor da música nacional e internacional, além do material autoral que sofre influências do pop rock.

Em 2015, a Jolt participou de uma promoção e esteve entre as 10 mais votadas para subir ao palco da quarta edição do Lollapalooza. A banda tem um EP, chamado Keep On, com cinco faixas gravadas em inglês. O material está disponível no Spotify, além de covers e outras músicas autorais liberadas no perfil da banda no YouTube.

“Vamos levar nosso trabalho autoral em um estilo pop rock que estamos trabalhando para a gravação do nosso novo CD. Estamos muito felizes por ir até Uberlândia e espero que gostem dos shows, do trabalho que vamos apresentar”, afirmou o vocalista Cauan.

“Estamos felizes de conhecer o público e a banda local [AP7]. Será uma experiência muito boa essa conexão”, completou a também vocalista Mariana.

A primeira apresentação da Jolt será no Rock ‘n Beer, na sexta-feira (14). No sábado (15), eles fazem show no Festival Keep on Rocking, no Vila Bella Eventos. A passagem da banda pela cidade se encerra na segunda-feira (17) com show para os alunos do Colégio Nacional.

Quem também participa dessa conexão é a banda AP7, de Uberlândia. Segundo o vocalista Ítalo Miranda, será uma experiência importante para a divulgação dos trabalhos. “Acabamos de gravar um CD autoral chamado "O mundo vai girar" e as músicas falam justamente sobre isso. A ideia é trazer o trabalho da Jolt até Uberlândia e poder levar nosso trabalho para um lugar diferente. Apesar de tocar em outras cidades, queremos expandir ainda mais nosso som, levando o nome da AP7 para todos os cantos do país”.

Sobre a Jolt

A banda de São Bernardo foi formada em 2014 pelos irmãos Cauan e Mariana, então com 14 e 11 anos, respectivamente, após participarem do Lollapalooza Kids. Apesar da pouca idade, a desenvoltura vocal de ambos chamou a atenção, tanto que tiveram a oportunidade de iniciarem um projeto acústico no renomado Nacena Studio, em São Paulo, com arranjos e cordas do guitarrista Tuco Marcondes, que já trabalhou com Zeca Baleiro e outros músicos.

Logo depois surgiu a ideia de formarem uma banda com um estilo calcado no pop rock. Novos integrantes passaram a fazer parte da Jolt. A partir daí começaram a trabalhar no primeiro EP com composições próprias baseadas em uma música forte, dinâmica e de letras simples.

Com o primeiro single “Bloom Lady”, em março de 2015, a banda foi uma das finalistas da promoção “Temos Vagas - Lollapalooza” da Rádio 89FM. Com uma votação expressiva ficou entre as 10 mais votadas e, por muito pouco, não subiu ao palco da quarta edição do festival, que aconteceu nos dias 28 e 29/03, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Jolt na Rede Social

Facebook: joltoficial

Carolina Portilho | CaSi