quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Sabiá está sem condições para receber jogos

Estádio Parque do Sabiá está sem condições para receber jogos, aponta laudo do Corpo de Bombeiros. Prefeito eleito Odelmo Leão recebeu com preocupação o documento e prepara força-tarefa para trabalhar em janeiro e garantir as condições da realização dos jogos do Mineiro

Daniel Nunes/arquivo
Em resposta ao ofício enviado pela equipe de transição do prefeito eleito Odelmo Leão para a verificação da condição de equipamentos públicos da cidade ainda sob a gestão e responsabilidade do atual prefeito Gilmar Machado (PT), o Segundo Comando Operacional de Bombeiros informou que o Estádio Municipal Parque do Sabiá não atende, no momento, as condições mínimas de prevenção de combate a incêndio e pânico para a realização de jogos do Campeonato Mineiro. 

O Uberlândia Esporte Clube vai estrear fora no campeonato, no dia 29/1, em Três Corações, e a primeira partida em casa está marcada para o dia 5/2 contra o Democrata de Governador Valadares. 

Na última vistoria realizada pelos bombeiros no estádio, no dia 19 de dezembro, foi constatado que o sistema de combate a incêndio do Sabiá não funcionou durante teste realizado nos hidrantes. A não conformidade em relação à legislação estadual de prevenção contra incêndio e pânico gerou advertência feita pelos bombeiros com prazo de 60 dias para a execução dos reparos necessários. 

Diante da proximidade para o início dos jogos do Campeonato Mineiro do Módulo I, o futuro diretor da Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer (Futel), Sílvio Soares Santos, tem agenda marcada, nesta quinta-feira (29/12), com o comandante do Corpo de Bombeiros para detalhar as exigências de adequação de segurança contra incêndio e pânico no estádio. 

O diretor da fundação que cuida dos assuntos esportivos do município afirmou que haverá uma força tarefa já nos primeiros dias de mandato do prefeito eleito Odelmo Leão para que o estádio esteja dentro das normas de segurança para receber as partidas do Uberlândia Esporte. “Vamos nos empenhar para que os problemas sejam sanados em tempo hábil e não haja risco de o estádio estar interditado para os jogos do Verdão”, disse o professor Sílvio Soares Santos.


Assessoria Deputado Federal Odelmo Leão