sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Centro de Controle de Operações do Transporte Público entra em operação

Com a proposta de melhorar a eficiência do Sistema Integrado de Transporte de Uberlândia (SIT), foi inaugurado nesta quinta-feira (28), no Terminal Central, o Centro de Controle de Operações do Transporte Público (CCO). No local, os fiscais da Secretaria de Trânsito e Transporte (Settran) irão acompanhar informações reais e pontuais sobre a prestação do serviço de transporte público. 

A sala do Centro de Controle conta com seis telões, todos conectados à frota e outros serão distribuídos nos terminais e plataformas para acesso aos usuários.

Com a precisão das referências será possível melhorar a rotina do transporte público, atendendo o usuário com mais qualidade e exatidão de informações. Através dos mapas sinóticos e da comunicação em tempo real com os veículos é possível detectar e corrigir situações como formação de comboio, adiantamento e atrasos dos veículos, se o motorista não parou em um ponto específico, se o ônibus apresentou algum problema, entre outras situações.

Todo o investimento foi feito pela iniciativa privada, através das empresas que prestam o serviço do transporte público na cidade e pela Companhia de Administração de Terminais e Centros Comerciais (Comtec). A Settran irá atuar na fiscalização e operação cotidiana do sistema. A tecnologia não irá substituir os mais de 100 fiscais da secretaria, já que eles estarão interligados e recebendo informações em tempo real em todos os terminais. O sistema ainda vai gerar mais conhecimento das mais de 120 linhas, melhorando todo o planejamento das rotas.  

Atualmente, Uberlândia conta com 440 veículos que transportam, em média, 200 mil pessoas por dia. De acordo com o secretário de Trânsito e Transportes, Alexandre Andrade, a atuação destes servidores é fundamental também em situações de emergências, organizando o fluxo pelas ruas e garantindo que o trânsito de Uberlândia seja cada vez mais seguro e ágil. O secretário ressalta a contribuição do sistema para toda a cidade. “A Settran ganha com a melhora na operação e fiscalização, as empresas conseguem monitorar a qualidade de direção dos motoristas e eventuais problemas nos veículos, e acredito que o grande beneficiário é o cidadão, que vai receber informações em tempo real, de qualidade e fidedignas, do horário de saída do ônibus, similar ao sistema exibido nos terminais aeroviários”, disse.

Alexandre ainda ressalta que por meio dessa tecnologia é possível descobrir se um atraso é de forma linear ou se existe um ponto entre o trecho da viagem que está causando a demora no trajeto. “Desta forma teremos referência para estudar uma possível mudança no itinerário da linha ou alguma intervenção na via para favorecer o bom funcionamento do transporte público”.

Paula Maia | Secom PMU