terça-feira, 3 de abril de 2012

Tarifa Social garante isenção no consumo de água

Daniel Nunes/Secom PMU

Famílias de baixa renda podem ter isenção total nas contas de água e esgoto. O benefício faz parte do Programa Tarifa Social, criado pela Prefeitura de Uberlândia para oferecer acesso aos serviços fornecidos pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), essenciais na garantia da saúde pública.

O fundo destinado à tarifa social permite atender mensalmente até 14.800 famílias com dificuldade para arcar com a conta de água. "A tarifa social do Dmae é uma forma de reconhecer a água como direito humano, sem estimular o desperdício", ressalta o diretor geral do Dmae, Epaminondas Honorato Mendes.

Pessoas com doença grave ou deficiência irreversível que as tornam inaptas ao trabalho têm prioridade na concessão da tarifa social. Mas, no geral, o benefício se estende às famílias com renda mensal até dois salários mínimos, que consomem no máximo 20 mil litros de água por mês.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho é responsável pela inclusão das famílias no Programa Tarifa Social. Para receber o benefício, elas precisam se cadastrar na Prefeitura ou em uma das sete unidades do BemSocial, nos bairros Jardim Brasília, Custódio Pereira, Mansour, Marta Helena, Morumbi, São Jorge e Jardim Célia.

As famílias podem requerer a tarifa social em qualquer mês do ano, porque a isenção é válida para o decorrer de 12 meses. Porém, o cadastro precisa ser renovado e pode ser cancelado antes dos 12 meses, caso a média do consumo de água seja superior a 20 mil litros, por dois meses consecutivos ou três meses alternados.

Secom PMU
--
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO