sexta-feira, 9 de março de 2012

Captura de morcegos pode ser solicitada ao CCZ

O Laboratório de Animais Peçonhentos e Quirópteros (LAPQ), do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), oferece o serviço de orientação de manejo de morcegos encontrados em residências. O trabalho é feito por uma equipe treinada e, além de evitar desgastes para o morador, também protege o animal, fundamental para o ecossistema. O serviço pode ser solicitado pelo telefone 3255-3028, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. 

De acordo com William Stutz, veterinário sanitarista do Laboratório, os morcegos só atacam quando se sentem ameaçados. "É importante que as pessoas não tentem capturar o animal. Quando um morcego está no chão ele pode estar doente ou ser um filhote que ainda não consegue voar. Até a chegada da equipe, pedimos aos moradores para colocar um recipiente, como um balde ou uma caixa, em cima do animal, sem machucá-lo", disse.

Os morcegos capturados são soltos em áreas de preservação. A orientação é para não matá-los, já que fazem parte da cadeia alimentar. "Os morcegos podem comer o peso deles em inseto por noite. Na agricultura, isso ajuda a diminuir o uso de defensivos. Já as espécies que consomem frutas são indispensáveis para a reposição das florestas. E algumas plantas dependem exclusivamente dos morcegos para polinização", afirmou o veterinário.

O Laboratório de Animais Peçonhentos e Quirópteros faz também o monitoramento do vírus da raiva tanto em morcegos da zona urbana quanto na zona rural. Na área rural, em casos de ataques de morcegos a rebanhos, é importante notificar o fato ao LAPQ para que a propriedade seja visitada e as medidas de controle executadas.

Secom PMU
-- 
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO