sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Filmes para todas as idades serão apresentados a partir deste sábado (14)

A partir de sábado (14), começa a programação de janeiro do Cineclube Cultura. Os amantes da sétima arte podem conferir filmes especialmente selecionados na Sala Roberto Rezende da Oficina Cultural de Uberlândia, que fica na praça Clarimundo Carneiro, 204, bairro Fundinho.

Neste mês, a programação é para todas as idades e será apresentada nos dois próximos finais de semana (14, 15, 21 e 22 de janeiro). Às 18h, os filmes são destinados às crianças e, às 20h, ao público mais maduro.

O Cineclube Cultura é uma realização da Secretaria Municipal de Cultura. As sessões têm entrada franca.

Programação infantil
Para os pequenos, a programação é diversa, com uma lista de filmes nacionais, franceses e americanos. Confira:

14 de janeiro (sábado), às 18h
"A profecia dos sapos" (La prophetie des grenouilles, França, 2003)
Direção de Jacques-Remy Girerd 

Uma família nada convencional, moradora de uma fazenda, é o ponto de partida do roteiro. Tom é um garoto que perdeu os pais na guerra. Desde então, foi adotado por um velho marinheiro balofo a quem chama de Vovô, e a mulher dele, uma negra oriunda de uma colônia francesa, a quem chama de Mamãe. Quando um casal de amigos responsável pelo zoológico viaja, eles deixam a menina Lili para o casal tomar conta. Os sapos da lagoa contam para as duas crianças que pressentem uma chuva de 40 dias e 40 noites. Graças às suas características, os anfíbios confessam que são os únicos que poderão sobreviver à inundação. Mas isso não impede o velho marinheiro de salvar os animais do zoo e, com os outros três humanos, se refugiar numa espécie de torre da fazenda, que fica à deriva durante o dilúvio e depois também, esperando pela água baixar.  Cor, 87 min.

15 de janeiro (domingo), às 18h

Curtas nacionais: 

"Calango Lengo - morte e vida sem ver água" (Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 2008)
Direção de Fernando Miller 

O nordestino Calango Lengo tem de cumprir seu destino sem ter o que pôr no prato. Na seca, não há outra sorte: viver fugindo da morte como foge o rato do gato. Animação. Cor. 9 min e 31 seg. 

"Maré capoeira" (Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 2005)
Direção de Paola Leblanc 

Com Felipe Santos, Isabela Fabirezza e Mestre Chaminé. Maré é o apelido de João, um menino de 10 anos que sonha ser mestre de capoeira como seu pai, dando continuidade a uma tradição familiar que atravessa várias gerações. O curta mistura ficção e documentário para contar uma pequena história de amor e guerra. Cor, 15 min.

"Caçadores de saci" (Brasil, Salvador, BA, 2005)
Direção de Sofia Federico

Com Lúcio Tranchesi, Cristiane Mendonça, Áurea Montebello, Gleiciane Cardoso e Edneas de Jesus. A chácara da pacata família de Onofre vem sendo assombrada por saci: a pipoca não arrebenta, o ovo não choca, o leite sempre azeda, o feijão vive queimando na panela, entre outros estranhos acontecimentos. Para resgatar a tranquilidade da casa, Onofre resolve contratar os serviços de Valdevino, o maior caçador de sacis do sertão. Colorido, 13 min. 

"Roubada!" (Brasil, Rio de Janeiro, RJ, 2000)
Direção de Maurício Vidal, Renan de Moraes e Sergio Yamasaki.

Uma divertida e frenética perseguição de uma velhinha de cadeira de rodas a um mal encarado ladrão de bolsas. Animação. Colorido. 4 min. 

"A menina espantalho" (Brasil, Brasília, DF, 2008)
Direção: Cássio Pereira dos Santos

Com Pâmela Silva, Otávio Santiago, Vinícius Ferreira e Jane Silva. Luzia mora no campo com seus pais e o irmão, Pedro. Quando Pedro começa a ir à escola, Luzia quer acompanhá-lo, mas é impedida pelo pai. Enquanto vigia um arrozal, ela busca outros caminhos para aprender a ler. Colorido, 12 min e 9 seg. 

"Ernesto no país do futebol" (Brasil, São Paulo, SP, 2009)
Direção de André Queiroz e Thais Bologna 

Com Lucas L. Kweller, Nicolas Bollini, Joaquim César, Victor Filgueiras, Jackson Oliveira, Matheus Fagundes, Andrés Nigoul e Malu Balzan. Em ano de Copa do Mundo, o que poderia ser pior para um garoto argentino apaixonado por futebol do que morar no Brasil? Colorido, 14 min. 

21 de janeiro (sábado), às 18h

"O circo" (The Circus, EUA, 1928)
Direção de Charles Chaplin

Com Charles Chaplin, Al Ernest Garcia, Merna Kennedy, Harry Crocker, George Davis e Henry Bergman. Ao ser confundido com um ladrão, o vagabundo Carlitos foge da perseguição policial e se esconde em um circo, onde diverte a plateia. P/b, 71 min. 

22 de janeiro (domingo), às 18h

"O mágico de Oz" (The wizard of Oz, EUA, 1939)
Direção de Victor Fleming

Com Judy Garland, Frank Morgan, Margaret Hamilton, Jack Haley, Bert Lahr e Ray Bolger. Uma adolescente do interior do Estado do Kansas é levada por um tornado para a lendária Terra de Oz, viajando junto com o homem de lata, o espantalho e o leão covarde. Durante a aventura, são perseguidos pela bruxa malvada do Oeste. P/b, cor, 101 min.

Programação adulta

A mostra "Nino Rota – 100 anos" é a destinada ao público mais velho. Nino Rota (1911-1979) foi um músico prodígio e um compositor prolífico. Durante uma carreira de quase 50 anos, compôs dezenas de óperas, balés, trabalhos para orquestras, corais e conjuntos de câmara, além de lecionar e dirigir por quase 30 anos no Liceu Musical em Bari, Itália. Mas o seu grande legado está nas trilhas musicais compostas para mais de 150 filmes entre as décadas de 1940 e 1970. Rota colaborou com diretores como Luchino Visconti, Francis Ford Coppola, Mario Monicelli, René Clément e, principalmente, Federico Fellini, sua mais famosa e duradoura parceria, que se deu ao longo de três décadas e 17 colaborações. Confira:

 14 de janeiro (sábado), às 20h

"A Doce Vida" (La Dolce Vita, Itália, França, 1960)
Direção de Federico Fellini

Com Marcello Mastroianni, Anita Ekberg e Anouk Aimée. Na Roma da década de 50, o jornalista de fofocas Marcello Rubini passa os dias entre festas e badalações, mas sente-se vazio e sonha em escrever sobre assuntos sérios. Palma de Ouro de Melhor Diretor, em Cannes, para Federico Fellini. P/b, 174 min. 

15 de janeiro (domingo), às 20h

"Nino Rota, entre o cinema e o erudito" (Zwischen Kino und Konzert-Der Komponist Nino Rota, Alemanha, 2000)
Direção de Vassili Sillovic 

Documentário inédito sobre a trajetória do compositor Nino Rota. Cor e p/b, 60 min. 

21 de janeiro (sábado), às 20h

"O Leopardo" (Il Gattopardo, Itália, França, 1963)
Direção de Luchino Visconti

Com Burt Lancaster, Alain Delon e Claudia Cardinale. Baseando-se no premiado romance de Giuseppe Tomasi Di Lampedusa, Visconti conta a história do Don Fabrizo Salina, um refinado príncipe da Sicília que testemunha a decadência da nobreza e a ascensão da burguesia, durante a unificação italiana, em 1860. Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes. Cor, 205 min. 

22 de janeiro (domingo), às 20h

"A Grande Guerra" (La Grande Guerra, Itália, 1958)
Direção de Mario Monicelli

Com Alberto Sordi e Vittorio Gassman. Os jovens Oreste e Giovanni são convocados para se alistarem no exército. Recrutados para lutarem na Primeira Guerra Mundial, os dois fazem de tudo para escapar dessa obrigação, mas acabam no front de guerra e se veem encarregados de uma missão decisiva. Premiado com o Leão de Ouro de Melhor Filme no Festival de Veneza. P/b, 130 min.

via Secom PMU
--
FarolCom | Coletivo de Imprensa
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO