sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Atendimento de urgência e emergência é garantido em Uberlândia

As ambulâncias fazem parte de um sistema de resgate que confere estabilidade e segurança no transporte de pacientes até o hospital. Além de otimizar o tempo para a atenção, permite a realização do tratamento curativo adequado durante o traslado e o manejo do enfermo ou lesionado. Em Uberlândia, o atendimento inicial de urgência e emergência com encaminhamento a todas as unidades de saúde do Município é oferecido pela Prefeitura.

Durante 24h, a Central de Ambulâncias coordena 36 veículos novos de simples remoção e dois de semi-UTI. Um número de frota 50% superior ao registrado em 2005. "Grande parte das emergências acontecem fora das unidades hospitalares. Por isso, é importante prestar socorro e transporte da maneira mais ágil possível, uma vez que o tempo é determinante para sobrevivência do paciente. A precisão das medidas tomadas é essencial para total restabelecimento da pessoa que sofreu um acidente ou qualquer complicação", explicou Meiridalva Clarinda de Matos, coordenadora da Central de Ambulâncias.

Os automóveis adaptados ficam à disposição nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro, serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD), nos distritos, Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Oeste e na Central de Ambulância. "Em casos de emergência, o serviço é prestado em parceria com o Corpo de Bombeiros. Os paramédicos são enviados para realizar os primeiros socorros e a ambulância leva o paciente para a unidade mais próxima a área de abrangência", apontou a coordenadora.

Para ser atendido em situações de urgência e emergência, o cidadão deve ligar nos números 192 ou 3238-6866 e solicitar a ambulância. O atendente realiza uma triagem para que o transporte seja prioritário e o veículo chega ao destino em um tempo médio de 15 a 20 minutos. "Trabalhamos com a vida e as pessoas precisam ter consciência disso. Trotes e informações erradas dificultam e impedem que os atendimentos sejam feitos em tempo hábil", observou Meiridalva de Matos.

Somente em 2011, mais de 68 mil pessoas foram atendidas pelo sistema de transporte de ambulância em Uberlândia. E o número ainda pode aumentar cerca de 1,5%. Em 2006 eram realizados pouco mais de 46 mil atendimentos e, agora, com os investimentos frequentes, 45% de crescimento foi registrado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Em um dia, são realizados cerca de 165 atendimentos e os veículos chegam a rodar em média 250km. Além disso, a Central disponibiliza quatro ambulâncias para transferência hospitalar e transporte para tratamento em outras cidades. Em média, são realizadas 31 viagens por mês, sem custo para o paciente.

O cuidado com os detalhes das ambulâncias são essenciais para um atendimento qualificado. Por isso, os veículos passam por manutenção periódica e check-list diário dos equipamentos. "Caso seja necessário, a substituição de itens é feita imediatamente. E os 62 motoristas participaram de cursos de urgência e emergência para melhor acolher a quem precisa de cuidados imediatos", apontou a coordenadora.

UTI Móvel
Para casos mais graves, UTIs Móveis são acionadas para prestar serviço de transporte. Desde 2007, a Prefeitura de Uberlândia atua em conjunto com entidades especializadas no traslado de pacientes em estado crítico. Empresas de gestão em saúde como Medilar e Phoenix atuam com rapidez e eficiência na assistência imediata.

Médicos das unidades de saúde do Município solicitam o serviço à Central Municipal de Regulação das Urgências e Emergências. Após verificação de disponibilidade de leitos, a equipe faz o agendamento e os pacientes que demandam internação em UTI podem ser transportados em segurança.

Enfermeiros, médicos e motoristas socorristas - treinados para conduzir veículos de emergência -, fazem parte da equipe que compõe as UTIs Móveis da Medilar. Cada ambulância possui 400 tipos de materiais e medicamentos.

"Possuímos cinco Unidades de Suporte Avançado (USA) em Uberlândia e realizamos, em média, 130 trechos por mês através desta parceria com o executivo municipal. A integração entre o setor público e privado gera benefícios para a sociedade como um todo, já que o transporte feito na hora e do jeito certo evita óbitos e diminui sequelas", comentou Nicolau Araújo Lacerda, supervisor de mercado da Medilar.

Atendimento de urgência e emergência em números:

- 38 veículos novos (36 de simples remoção e 2 semi-UTI) – número 50% maior do que era disponibilizado em 2005;

- Em 2006, 46.697 atendimentos eram realizados pela Central. Neste ano, até agora, mais de 68 mil pacientes foram beneficiados pelo serviço. Um aumento de 45%;

- Em um dia, as ambulâncias permitem a realização de cerca de 165 atendimentos. Os veículos chegam a rodar em média 250km;

- 62 motoristas capacitados;

- 24 horas de funcionamento;

- Ambulâncias chegam ao destino em um tempo médio de 15 a 20 minutos;

- Média de 31 viagens para tratamento fora de domicílio realizadas por mês, sem custo para o paciente;

- Todos os veículos passam por manutenção periódica e check-list diário dos equipamentos. 

Para ser atendido em situações de urgência e emergência, o cidadão deve ligar nos números 192 ou 3238-6866 e solicitar a ambulância. 

Secom PMU
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
INFORMAÇÃO | CULTURA | SERVIÇO