terça-feira, 1 de novembro de 2011

SESC traz para Uberlândia dois dos maiores acordeonistas da atualidade

Espetáculo com Duo Ferragutti / Kramer faz parte do projeto Sonora Brasil e tem entrada franca 

No domingo (06/10), acontece a 3ª edição do circuito "Sonora Brasil – Sotaques do Fole" em Uberlândia, que contará com a presença de dois dos maiores acordeonistas da atualidade, o Duo Ferragutti / Kramer, composto pelos músicos: Toninho Ferragutti, paulista de Socorro, e Alessandro "Bebê Kramer", gaúcho de Vacaria, ambos compositores e instrumentistas.

Adeptos do acordeão tradicional, cromático, aquele com um teclado semelhante ao do piano no lado direito e botões do lado esquerdo, conhecido também como sanfona piano, os músicos já fizeram 47 shows através do Projeto Sonora Brasil. "Tocamos nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo e Minas Gerais. Ao todo, serão 54 shows", conta Toninho Ferragutti.

O Duo apresentará um repertório composto de ritmos urbanos com música de concerto, um panorama da obra escrita de 120 baixos, desde Luperce Miranda e Radamés Gnattali até a vertente contemporânea de Borges-Cunha, além das suas próprias composições. "Nossa expectativa é muito boa, pois Uberlândia é uma cidade bastante musical e será um prazer para nós apresentar este espetáculo de Duo de Acordeon pelo Projeto Sonora Brasil aí", disse Ferragutti que chega da Holanda nesta semana. 

Sonora Brasil
Em cumprimento à sua missão de difundir o trabalho de artistas que se dedicam à construção de uma obra de fundamentação artística não comercial, o Sonora Brasil consolida-se como o maior projeto de circulação musical do país. Em 2011, são 420 concertos, em 110 cidades, a maioria distante dos grandes centros urbanos.

"A ação possibilita às populações o contato com a qualidade e a diversidade da música brasileira e contribui de forma significativa para o conjunto de ações desenvolvidas pelo SESC visando à formação de plateia. Para os músicos, propicia uma experiência ímpar, colocando-os em condição privilegiada para a difusão de seus trabalhos e, consequentemente, estimulando suas carreiras", explica a diretora do SESC Minas Uberlândia, Roseane Cence Lopes.

Pela primeira vez, em sua 14ª edição, o projeto apresenta dois temas – Sotaques do Fole e Sagrados Mistérios: vozes do Brasil – que serão desenvolvidos no biênio 2011/2012, com a participação de quatro grupos em cada tema.

Em 2011, o primeiro tema está circulando pelos estados das regiões Sul e Sudeste, enquanto o segundo segue pelos estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Em 2012, na 15ª edição, procede-se a inversão para que os grupos concluam o circuito nacional. Com essa nova metodologia, o projeto passa a ter um planejamento bienal, contando com a participação de oito grupos, em circuitos com duração de aproximadamente 70 dias em cada ano.

Entre as cidades brasileiras escolhidas para receber o Sonora Brasil neste ano, Uberlândia já recebeu dois espetáculos relacionados à temática Sotaques do Fole. "Tivemos a gaita-ponto, com o músico Gilberto Monteiro (RS), e a sanfona de oito baixos, com o músico Truvinca (PE) em agosto deste ano. Agora, em novembro, teremos o duo de acordeões Ferragutti/Kramer e o acordeão de 120 baixos, com Dino Rocha (MS)", adianta a diretora do SESC Uberlândia.

Espetáculo "Sotaques do Fole" com Duo Ferragutti / Kramer (SP e RS) – Circuito Sonora Brasil
06/11 às 20h
Teatro Rondon Pacheco
Entrada Franca

Repertório:
Suíte Retratos – Pixinguinha (Radamés Gnatalli)
Quando me lembro (Luperce Miranda, transcrição: Sivuca)
Choro de cordel (Sivuca)
Fuga pro Nordeste (Dominguinhos)
O sorriso da Manu (T. Ferragutti)
Mestre Paulo (Bebê Kramer)
Monólito (Antônio Carlos Borges-Cunha)
Concerto para acordeon (Radamés Gnatalli, transcrição: T. Ferragutti)
Como manda o figurino (Bebê Kramer)
Na sombra da Asa Branca (T. Ferragutti) 

Douglas Luzz | Ciclo
-- 
FarolCom | Coletivo de Imprensa
rede web de informação e cultura