quarta-feira, 15 de junho de 2011

Prefeitura de Uberlândia moderniza salas de emergência das UAI

A Prefeitura de Uberlândia modernizou as salas de emergência das oito Unidades de Atendimento Integrado (UAI). Agora, os procedimentos são realizados com novos equipamentos de última geração.
"Isto foi feito pensando nos moradores de Uberlândia, que agora contam com atendimentos ainda melhores, em espaços preparados e profissionais ainda mais qualificados para lidar com o bem mais importante, a vida", afirmou o prefeito Odelmo Leão.
Monitores cardíacos, respiradores e desfibrilador foram substituídos por equipamentos que possuem os mesmos recursos técnicos dos aparelhos utilizados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. As salas de emergência também receberam novas bombas de infusão, cardioversor, carrinho de parada, laringoscópio de fibra ótica e material para entubação orotraqueal.
As alterações nas UAI foram impulsionadas com a inauguração, no final de 2010, do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. Com esse investimento, a Prefeitura direcionou as internações de média complexidade para o complexo hospitalar, o que possibilitou a reestruturação das UAI para adequá-las ainda mais às necessidades do pronto-atendimento.
Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem das UAI também trabalham com uma rotina mais dinâmica graças à adoção do novo padrão para atendimento à população. Para atingir esta excelência, a Prefeitura realizou treinamento com 290 profissionais dos pronto-atendimentos.
Os cursos foram oferecidos em parceria com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), entidade que administra o Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. O objetivo foi capacitar as equipes para atender pessoas em situação de parada cardiorrespiratória conforme o preconizado pelo ACLS - Advance Cardiologic Life Support (Suporte Avançado de Vida Cardíaca).
O ACLS é uma normatização criada pela entidade norte-americana American Heart Association e é utilizada em unidades hospitalares do mundo todo. Com a adesão da normatização, a Prefeitura de Uberlândia espera otimizar de 25% a 30% os atendimentos de parada cardiorrespirátoria nas UAI.
"A capacitação é essencial em todas as áreas e aqueles que lidam com a saúde precisam ser atualizados com o que há de mais moderno no Brasil e no mundo. Por isso, oferecemos esse treinamento e reestruturamos as salas de emergência das UAI para os nossos profissionais terem melhores condições de trabalho e, consequentemente, realizar um atendimento ainda mais qualificado", disse o prefeito Odelmo Leão.

Secom PMU 
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa