quarta-feira, 2 de março de 2011

Cineclube Cultura homenageia musas do cinema francês no mês das mulheres

O Cineclube Cultura está no clima do Dia Internacional da Mulher. Durante o mês de março, uma coletânea de filmes será apresentada na Oficina Cultural em homenagem às musas do cinema francês. A mostra é dedicada à Annie Girardot, estrela de filmes como "Rocco e seus Irmãos", que morreu nesta segunda-feira (28), em Paris.

Uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), o Cineclube Cultura leva ao público de Uberlândia clássicos do cinema mundial. As apresentações acontecem aos sábados e domingos, a partir das 20h, com entrada franca.

 

 

Programação

 

Sábado – 12

Filme: E Deus criou a mulher (Et Dieu... Créa la femme, França, 1956)

Direção: Roger Vadim

Com Brigitte Bardot, Curd Jürgens, Jane Marken, Jean-Louis Trintignant

Cor, 92 min.

Em Saint-Tropez, Juliete (Brigitte Bardot), uma jovem orfã moderna e liberal, começa a ser marginalizada por seu comportamento. Eric Carradine (Curd Jürgens), um advogado, se interessa por ela, porém Juliete nutre sentimentos por Antoine Tardieu (Georges Poujouly). Ela acaba se casando com Michel (Jean-Louis Trintignant), irmão de Antoine, que fará de tudo para controlar sua vida. Rodeada por uma atmosfera de sensualidade, criada pelo diretor Roger Vadim, com quem estava casada na época, Brigitte Bardot mostra porque se transformou em mito sexual  dos anos 50 e 60.

 

Domingo – 13

Filme: Os amantes  (Les amants, França, 1958)

Direção: Louis Malle

Com  Jeanne Moreau, Alain Cuny, José Luis de Villalonga, Jean-Marc Bory, Judith Magre, Gaston Modot, Michèle Girardon, Claude Mansard.

Preto e branco, 90 min.

O filme é um marco do moderno cinema francês. Casada com Henri, homem autoritário e cáustico, Jeanne se sente entediada com a  vida monótona do interior. Nas inúmeras estadas na casa de sua amiga Maggy em Paris, onde os agitos da noite urbana a fascinam conhece Raoul, que se torna seu amante. Em uma dessas ocasiões, ao retornar para casa, seu carro quebra na estrada e Jeanne é ajudada por um jovem chamado Bernard. A partir desse momento, sua vida irá sofrer uma mudança radical. 

 

Sábado – 19

Filme: Viver a vida (Vivre sa vie, França, 1962)

Direção: Jean-Luc  Godard

Com Anna Karina, Sady Rebbot, André S. Labarthe, Guylaine Schlumberger, Gerard Hoffman, Monique Messine, Paul Pavel, Dimitri Dineff, Peter Kassovitz.

Preto e branco 80 min.

Nana é uma jovem que abandona seu marido e o filho para iniciar sua carreira de  atriz. Com o objetivo de financiar sua nova vida, começa a trabalhar numa loja de discos, mas não ganha muito dinheiro. Como não consegue pagar o aluguel, é expulsa de casa e decide virar prostituta. No primeiro dia trabalhando na rua, reencontra Yvette, uma velha amiga que lhe confessa que também se prostitui  por necessidade. Yvette lhe apresenta a Raoul, que passa a ser  seu cafetão. A partir desse momento, Nana começa  a entrar progressivamente no mundo da prostituição. 

 

Domingo – 20

Filme: Manon 70 (Manon 70, França, 1968)

Direção: Jean Aurel

Com  Catherine Deneuve, Jean-Claude Brialy, Sami Frey, Elsa Martinelli, Robert Webber, Paul Hubschmid.

Cor, 105 min.

O filme é baseado no famoso romance  "Manon Lescaut", do Abbé Prévost, um clássico da literatura francesa do século 18, que depois foi transformado em ópera por Puccini. No caso desta produção cinematográfica, a música é  assinada por Serge Gainsbourg, e a história foi transportada para 1970. Catherine Deneuve interpreta  a sofisticada personagem título na dúvida entre a paixão de um jovem belo e pobre ou o casamento com um velho rico, que ela não ama mas que faz o tipo generoso.

 

Sábado – 26

Filme: A piscina (La piscine, França, 1969)

Direção: Jacques Deray

Com  Alain Delon, Romy Schneider, Maurice Ronet, Jane Birkin, Paul Crauchet, Steve Eckardt, Maddly Bamy, Suzie Jaspard, Thierry Chabert.

Cor, 110 min.

Jean-Paul (Alain Delon) é um escritor desempregado que tem um caso amoroso com Marianne (Romy Schneider), uma jornalista famosa. Ambos passam as férias em uma bela casa em St. Tropez, onde a piscina da mansão é o ponto focal da trama do filme.

 

Domingo – 27

Filme: Lola, a flor proibida (Lola, França, 1961)

Direção: Jacques Demy

Com  Anouk Aimée, Marc Michel, Jacques Harden, Alan Scott, Elina Labourdette

Preto e branco, 90 min.

Em Nantes, na França, um jovem rapaz, Roland, conhece Lola, uma dançarina de cabaré. Ela também é mãe solteira e tem esperança que o pai da criança, que a abandonou durante a gravidez, retorne. Roland se apaixona por Lola e finalmente encontra um sentido para a sua vida. 

 

Onde: Oficina Cultural de Uberlândia - Sala Roberto Rezende

Local: Praça Clarimundo Carneiro, 204, bairro Fundinho

Horário: 20h

Entrada franca

 

Rafael Guimarães | Secom PMU

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa