quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Reforma vai ampliar número de oficinas oferecidas pelo BemSocial Naica Lagoinha

Desde o início de janeiro, o BemSocial Núcleo de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (NAICA) Lagoinha recebe melhorias com serviços de reforma como pintura, manutenção de cercas, troca de portão e readequação do espaço físico. O trabalho, executado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho (Sedest), deve ser concluído até o fim do mês.

 

Segundo a secretária da Sedest, Iracema Barbosa Marques, a reforma viabilizará a ampliação do número de salas e, consequentemente, a oferta de mais oficinas. Uma das novidades para este ano é a oficina de fanfarra.

 

"Implantamos a fanfarra inicialmente no BemSocial Naica Morumbi, beneficiando 60 crianças e adolescentes com o ensino de diversos ritmos musicais. A oficina foi muito bem aceita e se desenvolveu de tal forma que inclusive recebeu uma honraria da Câmara Municipal no final de 2010. Agora, outras comunidades, como a do Lagoinha, poderão participar desse projeto", disse.

 

Além das intervenções no espaço físico, a Sedest continuará realizando os serviços básicos de manutenção no BemSocial Naica Lagoinha. "O intuito é oferecer um ambiente saudável para nossos jovens, com equipamentos sempre em bom funcionamento e um atendimento de qualidade", acrescentou Iracema Marques.

 

Saiba mais 

O BemSocial Naica atende 1670 crianças e adolescentes, de 6 a 15 anos e 11 meses, no período extra-escolar, com atividades que possibilitam a socialização e o fortalecimento das relações afetivas. São nove unidades instaladas nos bairros: Jardim Célia (inaugurada em 2010, com capacidade para atender 200 crianças e adolescentes), Lagoinha, Luizote de Freitas, Mansour, Marta Helena, Morumbi, Segismundo Pereira (reformada e ampliada também em 2010), Tibery e Tubalina.

 

Na unidade Lagoinha são oferecidas oficinas de informática, danças de rua, axé, contemporânea e clássica, atividades esportivas como a capoeira e hábitos saudáveis de higiene e nutrição. Também é oferecido curso de inglês, por meio da atividade Traduzindo o Mundo. "Buscamos melhorar o relacionamento das famílias e estimular o processo sócio-educativo. Além disso, o atendimento contribui para a diminuição dos índices de violência e criminalidade nessa faixa etária", ressaltou Iracema Barbosa Marques.

 

Para participar das atividades dos Núcleos, as crianças e adolescentes devem estar matriculados na rede de ensino de forma regular.

 

Alexandre David/ Rosana Terra | Secom PMU 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa