segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Indústrias conquistam novos mercados com o SISBI

           Desde janeiro de 2010, Uberlândia está credenciada ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI/POA), que padroniza os procedimentos de inspeção e fiscalização dos produtos deste segmento em todo o país. Além da carne, alimentos como ovos, leite, mel e pescado também são inspecionados.

"Foi um grande avanço para Uberlândia, já que fomos a segunda cidade do país a receber o SISBI/POA. Antes, o registro de produto de origem animal era feito de acordo com o mercado consumidor que o empresário gostaria de atingir. Agora, com o sistema disponível no município, é possível vender os produtos em qualquer cidade do Brasil", explicou Walkíria Naves, secretária de Agropecuária e Abastecimento.

Atualmente, dois estabelecimentos cadastrados no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) já estão credenciados ao SISBI. "É uma forma das agroindústrias brasileiras, especialmente de Uberlândia, ampliarem seus mercados consumidores e, assim, garantir maior faturamento. Também é interessante porque produtos regionais passam a ser conhecidos no restante do Brasil", destacou a secretária de Agropecuária e Abastecimento.

Para conseguir a equivalência dos serviços de inspeção, cidades e estados tiveram que adequar sua infraestrutura administrativa e operacional. Em Uberlândia a Secretaria Municipal de Agropecuária e Abastecimento comprovou que tem condições de inspecionar e avaliar a qualidade e a sanidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do ministério.

A empresa Pururuca Mineira está no mercado desde 1996 e sempre comercializou seus produtos em Uberlândia e no sul de Minas. Em 2010, a proprietária Lucy Yumi Yamauchi fez todas as adequações e conseguiu certificar a indústria no SISBI. Hoje ela ampliou sua área de atuação e seus produtos podem ser encontrados em São Paulo e no Goiás. "Com o credenciamento vendemos para outros estados com garantia de qualidade. O interessante é que com o SISBI, além de expandir os negócios para outras regiões, os locais passam a conhecer um produto tipicamente mineiro. Dessa forma, vamos conquistando novos consumidores e aumentando nossa demanda. A nossa relação com a prefeitura também ficou mais próxima, pois somos muito incentivados e recebemos orientações frequentemente", disse a empresária.

Para que as pessoas conhecessem ainda mais os critérios e as características do sistema, a Secretaria Municipal de Agropecuária e Abastecimento em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento realizou em novembro de 2010 o 1º Simpósio Regional do Sistema Brasileiro de Inspeção. Participaram representantes e profissionais de 25 municípios da região.

            O evento serviu para divulgar e fortalecer o SISBI no Triângulo Mineiro e Alto  Paranaíba e contribuiu efetivamente com o desenvolvimento da indústria local e a inserção do município no comércio nacional de produtos de origem animal. "O SISBI garante ao consumidor que o município cumpre as normas e regras estabelecidas para a segurança dos alimentos. As nossas indústrias se tornam assim uma vitrine para todo o país", finalizou a secretária Walkíria Naves.

 

Rafael Guimarães e Fillipe Alves 

-- 
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa