quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Seminário de Doença Falciforme será nesta sexta-feira (10)

Nesta sexta-feira (10) a Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura promovem o primeiro Seminário de Doença Falciforme. O evento será realizado no Centro de Convenções do Center Shopping das 8h30 às 18h.

O seminário é voltado aos profissionais da área de saúde, educação, assistência social, pacientes e comunidade em geral. Para participar é preciso se inscrever no Portal da Prefeitura (www.uberlandia.mg.gov.br). As vagas são limitadas e as inscrições são gratuitas.

"O objetivo do seminário é fazer com que as pessoas tenham conhecimento sobre a doença e promover capacitação para os profissionais da saúde e educação tanto em relação ao diagnóstico quanto aos cuidados e tratamentos", explicou a coordenadora do Programa Municipal de Doença Falciforme, Clenize Rezende.

 

A doença

A doença falciforme é uma patologia sanguínea genética que afeta a hemoglobina, proteína que transporta o oxigênio pelo sistema circulatório. Segundo dados do Programa Nacional de Triagem Neonatal - PNTN, cerca de 3.500 crianças nascem anualmente com a doença, e 200 mil são portadoras do traço falciforme. Os principais sintomas são febre alta, tosse, desânimo, cansaço, inchaço e vermelhidão dos pés e das mãos, falta de apetite, aumento do baço, olhos amarelados e urina escura.

Ainda de acordo com Clenize, o avanço da medicina e dos cuidados garantem melhor qualidade de vida para os portadores da doença. "A expectativa de vida para os portadores da doença falciforme aumentou muito com o reconhecimento da doença como uma questão relevante de saúde pública. Isso se deve aos programas de atenção e da capacitação dos profissionais de saúde. Na década de 70, a expectativa era de 10 anos, hoje saltou para 50", destacou.

 

Confira a programação:

 

08h30 - Credenciamento e apresentação cultural

9h - Abertura oficial

9h30 às 9h50 - Situação atual do programa brasileiro para doença falciforme

                        Drª Silma Maria Alves de Melo - Ministério da Saúde - Brasília/DF

9h50 às 10h10 – Programa de triagem neonatal da doença falciforme em Minas Gerais

Drª Ana Paula Pinheiro C. Fernandes  - PETN - NUPAD/UFMG – Belo Horizonte/MG

10h10 às 10h30 – Programa Municipal de doença falciforme

Clenize das Graças Coelho R. Borges – Secretaria Municipal de Saúde/Prefeitura Uberlândia

10h30 às 10h50 – Fórum Intergovernamental de Promoção da Igualdade Racial

                       Maria do Carmo Ferreira da Silva (Cacá) – FIPIR - SEPPIR- Brasília/DF

10h50 às 11h10 – O papel do Controle Social na doença falciforme 

                              Ana Palmira Soares dos Santos - FENAFAL/BA

11h30 às 13h30 – Intervalo/almoço

13h30 às 14h00 – Diagnóstico clínico e laboratorial na doença Falciforme

                          Dr Aderson Araújo – HEMOPE/PE

14h às 14h30 – Linha de cuidado na atenção primária 

                          Drª Ana Paula Pinheiro C. Fernandes  - PETN/MG - NUPAD/UFMG

14h30 às 15h – Acompanhamento da gestante com doença falciforme

                          Dr. Maurílio da Cruz Trigueiro – Projeto Aninha - CEHMOB/BH

15h às 15h30 – Doença falciforme na sala de emergência

                          Profª Drª Maria Bernadete Jeha Araújo – Faculdade de Medicina/UFU

 

15h30 às 15h45 – Intervalo

15h45 às 16h15 – Uso de hidroxiuréia e quelação do ferro na doença falciforme

                          Dr Aderson Araújo – HEMOPE/PE

16h15 às 16h45 – Cuidados de enfermagem em pacientes com doença falciforme

Fabiana Cristina R. R. Cedro – Hemocentro Regional Uberlândia/Fundação Hemominas

17h às 17h30 – Estimulação da atividade física em crianças com doença falciforme

                          Profª Drª Célia Regina Lopes - FAEFI/UFU

17h30 às 18h – Encerramento

 

Cristiano Sobrinho

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br