quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Café com candidatos da CDL recebe Liza Prado (PSB)

Liza recebe das mãos do diretor Mobilização e Integração, Alceu Santos uma pauta de reivindicações 

 

A candidata a deputada estadual (PSB), Liza Prado foi recebida na CDL Uberlândia na manhã desta terça-feira (24) pelo 1º vice-presidente, Fernando Fontes e demais diretores da entidade para um farto café da manhã. Após a recepção, a vereadora mais votada da história de Minas, com mais de 12 mil votos, falou sobre assuntos de interesse da classe lojista e sua plataforma política para as eleições 2010.


A candidata disse que defende a redução da carga tributária e a regulamentação do Código de Defesa do Contribuinte. "Tudo isso precisa ser discutido porque são ações que mexem com a vida de muita gente", disse Liza.


Segundo o superintendente da CDL, Orlando Guimarães, enquanto Liza esteve no Procon, houve uma administração equilibrada no setor varejista. "Com relação às etiquetas nas mercadorias fomos ajudados pelo Procon a conscientizar o comerciante de sua responsabilidade, por meio de campanha educativa", afirmou Orlando.


Para o presidente da CDL, Celso Vilela, Liza Prado conhece o DNA de Uberlândia e pode contribuir com o lojista. "Você como defensora das baixas tarifas da Cemig, e eu da classe lojista, peço a ajuda para beneficiar também o comércio com uma tarifa de iluminação mais econômica para que a visibilidade a noite possa ser um atrativo ainda maior para os lojistas não apenas de shoppings, mas de centro e bairros", frisou Celso.


Durante o encontro, o conselheiro consultivo da Câmara de Dirigentes Lojistas de Uberlândia (CDL), Rubens Spirandelli, também mostrou sua preocupação com relação às taxas exorbitantes da carga tributária. "O País está à deriva dos impostos. É preciso repensar, ter uma reforma administrativa antes que a tributária, se não será inócua", acredita Spirandelli.


Ao se referir aos impostos, o vice presidente da CDL, Paulo Vitiello Filho destacou que a alta carga tributária imposta pelo Estado acaba fechando as portas para que novas empresas se instalem de Uberlândia. Ele também questionou a falta de discussões do poder legislativo junto à população. "O debate legislativo faz parte de uma discussão democrática e é de suma importância", avaliou.


As reivindicações foram feitas e Liza reforçou sua bandeira em defesa da reforma tributária e da regulamentação do Código de Defesa do Contribuinte. "Pagamos 38,5% de tributos. O Welinton Prado lutou e continua lutando contra as altas tarifas da Cemig, Copasa e Telefonia. São taxas abusivas de assinatura básica de telefone. Por outro lado, se perdemos a vinda da Perdigão foi por causa da alta carga tributária de Minas", reforçou Liza.


"Em alguns casos há um certo abuso por parte do consumidor devido ao Código de Defesa e nós comerciantes nos sentimos desprotegidos", acrescentou o diretor de Relações com o Poder Público da CDL, José Neuton dos Reis Ângelo.


Como de praxe, ao término da visita, o presidente Celso Vilela entregou a candidata Liza Prado, uma pauta de reivindicações e sugestões da classe lojista.


A CDL Uberlândia já recebeu os candidatos a deputado federal Gilmar Machado (PT-MG), Hélio Ferraz (PP) e Murilo Ferreira (PDT), os candidatos a deputado estadual, Tenente Lúcio (PDT), Arquimedes Diógenes (PT), Wilson Pinheiro (PTC) e Liza Prado (PSB). 

Alitéia Milagre | Serifa

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br