terça-feira, 25 de maio de 2010

Saúde inicia visita em domicílios para vacinação contra gripe comum e vírus H1N1

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou nesta semana a vacinação domiciliar contra a gripe comum e o vírus H1N1 em pessoas com algum problema de saúde, impossibilitadas de se locomover até uma Unidade de Saúde. A vacinação pode ser solicitada pelo telefone 3215.7560, de segunda a sexta, das 8h às 17h, ou nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF). No prazo de até dois dias é enviada uma equipe do Programa Municipal de Imunização, da SMS.

            "Nós somos muito bem recebidos quando chegamos às residências. As famílias sabem a importância da vacinação e valorizam muito este trabalho", ressaltou a auxiliar de enfermagem Maria Lúcia Isaias, do Programa Municipal de Imunização, da SMS.

            Segundo Maria Aparecida dos Santos, coordenadora do Programa Municipal de Imunização, o ideal é que os agendamentos sejam feitos até sexta-feira, dia 28. "Esperamos atender a todos até o dia 2 de junho. Já temos aproximadamente 500 solicitações e a expectativa é vacinarmos cerca de mil pessoas", informou Maria Aparecida dos Santos, coordenadora do Programa Municipal de Imunização. A média é de 30 atendimentos por dia.

Uma das beneficiadas pelo atendimento foi Hilda Lopes de Oliveira, de 81 anos. Ela solicitou o serviço e foi vacinada em sua casa, no bairro Martins. O marido Osvaldo Paula Oliveira, de 84 anos, também foi imunizado.

            "É um serviço muito útil. Para nós é muito difícil sair de casa, mas agora estamos vacinados e protegidos", declarou Hilda Oliveira.

 

Gripe comum e vírus H1N1

 

            A imunização contra a gripe comum em idosos continua até sexta-feira, dia 28 de maio. Segundo Maria Aparecida dos Santos, a vacina já foi aplicada em mais de 42 mil pessoas com mais de 60 anos, o que corresponde a 73% dessa população.

Já a vacina H1N1 será aplicada até quarta-feira, dia 2 de junho. "Ultrapassamos a cobertura de 80% preconizada pelo Ministério da Saúde em gestantes (97,16%), crianças menores de dois anos (108,02%), idosos acima de 60 anos e pessoas com idade entre 20 e 29 anos (80,79%). Falta atingirmos a meta entre as pessoas menores de 60 anos com doenças crônicas (73,11%) e as aquelas com idade entre 30 e 39 anos (40,77%). Lembrando que o Ministério da Saúde liberou a partir desta segunda-feira, dia 24, a vacinação em crianças de dois anos até quatro anos, 11 meses e 29 dias", disse a coordenadora.

 

Locais de vacinação

 

As doses contra a gripe comum e o vírus H1N1 estão sendo aplicadas em toda a Rede Municipal de Saúde. Nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs) a imunização é feita das 8h às 18h. Nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e Programas Saúde da Família (PSFs) acontece das 8h às 17h.

Postos de atendimento também foram montados nos terminais de transporte coletivo urbano: Central, Planalto e Santa Luzia. O atendimento é das 8h às 20h.

 

RELATÓRIO DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO H1N1

VACINAÇÃO PARCIAL ATÉ DIA 23/05/2010

 

 

 

 

 

 

População

Meta 80%

Vacinação Parcial

% Alcançada*

Crianças

12.240

9.792

13.222

108,02

Gestantes

8.639

6.911

8.394

97,16

Doentes Crônicos <60a

43.838

35.070

32.051

73,11

Doentes Crônicos >60a

11.568

9.254

14.897

128,78

Adultos 20 a 29 anos

120.729

96.583

97.539

80,79

Adultos 30 a 39 anos

109.098

87.278

44.483

40,77

Profissionais de Saúde

6.672

5.338

7.272

108,99

Total

312.784

250.227

217.858

69,65

* Calculado levando em consideração a população (100%).

 

 

Marden Rangel

Secom PMU




--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br