terça-feira, 4 de maio de 2010

NIT oferece assessoria para elaboração de projetos

O Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), ligado a Fiemg Regional Vale do Paranaíba, tem o objetivo de criar um ambiente de inovação em Uberlândia e região assessorando empresários e pesquisadores a transformarem ciência em pesquisa aplicada melhorando a eficiência das empresas, unindo a teoria das universidades à necessidade da vida empresarial. Fundado em outubro de 2007 o Núcleo de Inovação Tecnológica é o primeiro fora de uma universidade. Desde sua inauguração foram realizados milhares de atendimentos, dezenas de projetos foram desenvolvidos e, entre estes, alguns foram aprovados. O atendimento e orientações feitas ás micro, pequenas e medias empresas pelo Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) é gratuito.

"O Sistema Fiemg e o Instituto Evaldo Lodi (IEL) no intuito de promover a inovação tecnológica nas empresas da região, vem através do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), difundir informações, viabilizar financiamentos junto a programas, órgãos e instituições de fomento, como a Finep, Fapemig, BNDES, entre outros, além de contribuir para a integração entre empresas e centros de pesquisa", disse Ana Paula Garcia, economista e consultora de inovação.

Entre eles, o projeto ambientalmente sustentável de implantação de Mini Usinas de Biodiesel com capacidade de 1.000 litros diários na nossa região. O projeto, realizado com tecnologia 100% mineira e com prazo de construção de 120 dias, visa a produção de um combustível limpo e menos poluente. As matérias primas (soja, girassol e pinhão) para a produção de biodiesel serão fornecidas por pequenos agricultores, viabilizando inclusive a fixação de famílias em assentamentos rurais. Há ainda a possibilidade de se produzir biodiesel a partir de óleo de cozinha reciclado.

Lucas Barbosa / Serifa

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br