quarta-feira, 5 de maio de 2010

Idosos começam a ser imunizados contra Gripe Comum a partir de sábado (8)

A partir deste sábado (8), quem tem mais de 60 anos deve procurar as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), Unidades Básica de Saúde (UBSs) ou Programas Saúde da Família (PSFs) para receber a dose contra a Gripe Comum. É preciso levar o cartão de vacinação. A expectativa da Secretaria de Saúde é imunizar 80% da população idosa até o dia 21 de maio.

 

O coordenador da rede municipal de Saúde, Adenilson Lima e Silva, reforça a importância de se imunizar. "A Gripe Comum pode ser muito perigosa. Pessoas acima de 60 anos, quando estão gripadas, ficam mais suscetíveis a apresentar complicações respiratórias graves, como a pneumonia, por exemplo. Os idosos estão enquadrados em grupos de risco e podem precisar de atenção hospitalar quando adoecem. Por isso, é preciso que os idosos se protejam e não deixem de se vacinar, principalmente os acamados. Nestes casos, a família ou responsável deve entrar em contato conosco através do telefone 3215-7560 e agendar uma visita. Uma equipe irá ao local no dia combinado e realizará a aplicação", disse.

 

De acordo com Maria Aparecida dos Santos, coordenadora do Programa de Imunização, quem foi vacinado contra a Influenza A (H1N1) precisa receber a dose preventiva das gripes sazonais. "Idosos que participaram da campanha contra a Gripe A, precisam tomar a dose contra a gripe comum. São vacinas diferentes, que se completam e ajudam a pessoa a ficar longe destas doenças. Daí a importância de levar o cartão de vacina. Os profissionais de saúde observarão o histórico do idoso. Também poderão verificar a situação do cartão, para não haver duplicidade", expôs.

 

Dia "D"

 

Para complementar o atendimento feito nas Unidades de Saúde, no sábado (8), postos volantes serão montados em locais de grande fluxo de pessoas. "A vacina também estará disponível das 8h às 17h no Hipermercado Carrefour, Terminal Central e na Praça Tubal Vilela", finalizou.

 

Lembre-se: A prevenção ainda é a maior arma contra a propagação da doença e as medidas são simples:

- Lavar frequentemente as mãos com água e sabão;

- Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com o antebraço ou com um lenço de papel descartável;

- Não compartilhar utensílios e alimentos, inclusive toalha de rosto;

- Manter portas e janelas sempre abertas para a boa circulação do ar;

- Manter disponível sabonete, álcool gel e papel toalha.

Fonte: www.saude.mg.gov.br

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br