terça-feira, 11 de maio de 2010

Governador Anastasia confirma início das obras da rodovia que ligará Uberlândia a Campo Florido

(esq. p/ dir.): o deputado estadual Luiz Humberto; o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão; o governador Antonio Anastasia; e o secretário de Saúde de Uberlândia, Gladstone da Cunha. - Crédito: Lúcia Sebe/Secom MG

Em reunião com o prefeito Odelmo Leão, governador garante para junho início das obras de construção de viaduto na cidade 


O governador Antonio Anastasia, reuniu-se nesta terça-feira (11/05), no Palácio das Mangabeiras, com o prefeito de Uberlândia, Odelmo Leão, que estava acompanhado do deputado Luiz Humberto e do secretário municipal de Saúde, Gladstone Cunha. Durante o encontro, o governador garantiu que as obras da estrada que ligará Uberlândia a Campo Florido, com uma extensão de 106 km, serão iniciadas ainda este mês. Em junho, terão início também as obras de construção do viaduto no cruzamento das avenidas João Naves de Ávila com Rondon Pacheco.
"São ações práticas e que irão beneficiar Uberlândia. A estrada a Campo Florido receberá investimentos de R$ 160 milhões, recursos do Governo do Estado, e irá ligar o Triângulo Mineiro ao Sudeste do Estado, a Mato Grosso e a Mato do Grosso do Sul", explicou o prefeito, após a reunião.
A estrada de Campo Florido a Uberlândia é uma antiga demanda da região já que serve para escoamento da produção local e liga o centro-sul do país, com a região Sudeste e alguns estados do Centro-Oeste.
Em junho, o governador deverá visitar a cidade para vistoriar as obras da rodovia e dar ordem de serviço para o viaduto. 
Hospital
Durante o encontro, o governador também conversou com o prefeito sobre o Hospital Municipal de Uberlândia, que está sendo construído através de parceria entre o Governo do Estado e a prefeitura. A previsão é que o hospital seja inaugurado em agosto. A partir de agora, o Governo do Estado e a administração municipal atuarão juntos no sentido de garantir o credenciamento da unidade junto ao Ministério da Saúde, assegurando o atendimento pelo Sistema Único de Saúde.
"A parte do Estado no hospital está feita, a do município está feita, e agora vamos tratar com o governo federal para garantir esse credenciamento", explicou o prefeito.
Segundo o secretário de saúde, as negociações técnicas com o Ministério da Saúde  estão sendo realizadas desde o ano passado, mas é preciso garantir recursos adicionais no repasse que é feito a Minas Gerais para o atendimento pelo SUS.
            O hospital começou a ser construído em 2007 e já foram investidos R$ 46 milhões nas obras, sendo R$ 38 milhões do Governo do Estado e R$ 19 milhões da prefeitura municipal.
Agência Minas
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura
coletivo de imprensa | www.coletivodeimprensa.jor.br