sexta-feira, 5 de março de 2010

Humanização no atendimento

Hospital desenvolve atividades para deixar colaboradores mais próximos dos pacientes 

Uberlândia (MG) – O som suave do violino e do saxofone, a melodia agradável da flauta doce, a beleza da dança e o conhecimento repassado em palestras de especialistas ajudam a tornar o ambiente cada vez mais humanizado. Esse é o objetivo de um trabalho cada vez mais sensível. É se colocar no lugar do outro e atender pacientes com atenção, dedicação e carinho.  

E para que o dia-a-dia dos colaboradores no ambiente hospitalar não se torne cada vez mais automático, o Santa Genoveva Complexo Hospitalar desenvolve, anualmente, a Semana da Humanização. São palestras e apresentações de música que aproximam os laços entre colaboradores e pacientes.  

Para a coordenadora do setor de Gestão de Pessoas, Hérika Mota, é um meio de promover espaço de diálogo e construção de novos conhecimentos para que os colaboradores promovam uma atuação mais afetuosa. "A Semana de Humanização é uma forma de sensibilizar os profissionais que atuam na área de saúde sobre a importância de se praticar o acolhimento, a compreensão e o amor àqueles que nos procuram passando por situações delicadas", disse. 

A Semana da Humanização está em sua segunda edição e as atividades desenvolvidas vão até dia 5 de março (sexta-feira).  

Atividades

05/03 - Sexta-feira 

Apresentação de Flauta Doce

Projeto Doce Harmonia

Grupo Madeira de Vento

Conservatório Cora Pavan Capparelli 

Palestra Gorete Vieira

"Fatores indispensáveis para uma atuação humanizada" 

Apresentação de dança

Corpo de Baile do SESI 

Lead Comunicação

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura