terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Tecnologia garante segurança ao passageiro

Tacógrafo e GPS controlam desde a velocidade às paradas nos pontos de ônibus

 

Um acidente de trânsito por hora nas ruas de Uberlândia é o que estima a Secretaria de Transito e Transporte. Na cidade por onde 200 mil carros transitam diariamente, o transporte público coletivo é um alvo preocupante pelo número de vidas que transporta. Por isso, por lei, esse tipo de transporte é equipado com equipamentos modernos que controlam desde a velocidade do veículo até os pontos de parada. Uma série de informações que garante mais segurança para os passageiros.

 

Um desses equipamentos é o tacógrafo. Ele registra instantaneamente e inalteradamente a velocidade, o tempo e a distância. Por meio dos dados obtidos pelo aparelho, é possível obter informações de cumprimento de roteiro, respeito aos limites de velocidade, tempos de condução entre outros.

 

O gerente operacional da Viação Sorriso de Minas, Robson Faria Arantes, garante que pela eficiência, confiabilidade na obtenção de dados e baixo custo operacional, o tacógrafo é a ferramenta perfeita para o efetivo gerenciamento de frota. "Os dados registrados pelo aparelho são uma importante fonte de informação, auxiliando na otimização do desempenho da frota", explica.

 

Arantes ainda afirma que com esse aparelho, os passageiros desfrutam de uma segurança maior e têm total consciência da velocidade que o motorista pode chegar. "Além de ser uma ferramenta de segurança para motoristas, cobradores e passageiros, também é uma forma de colaborar com o trânsito da cidade", comenta.

 

Os passageiros de ônibus da cidade também podem contar com um sistema de GPS que fornece posicionamento entre os parâmetros de latitude e longitude e coordenadas geográficas previamente topografadas e redimensionadas no parâmetro da cidade. Ou seja, é possível saber exatamente por onde um determinado ônibus passou e se ele está cumprindo rigorosamente a linha pré-determinada.

 

O encarregado de informática da empresa, Adalberto Luiz Rizzon, explica que os equipamentos são complementares. "Tendo em vista que um trabalha com elementos de cartografia e o outro com elementos de medições de precisão, na junção das duas funções, se realiza um estudo comparativo na Sorriso entre tacógrafos e GPS para uma maior segurança", finaliza.

 

Lead Comunicação

www.leadcomunicacao.com.br

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura