sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Saúde recomenda vacinação contra Febre Amarela

Para quem vai passar os dias de folia em outra cidade, a Secretaria de Saúde de recomenda proteção contra a febre amarela.  

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização da Prefeitura de Uberlândia, Maria Aparecida dos Santos, a vacinação é a única medida para evitar e doença. A indicação é válida para quem vai para a região Centro-Oeste ou perto de matas, cachoeiras e fazendas e ainda não foi vacinado.

A pessoa deve receber a dose da Febre Amarela 10 dias antes de viajar. "Quem se vacinou contra a febre amarela há menos de 10 anos não precisa repetir a dose", explicou Maria Aparecida.

A Febre Amarela é uma doença infecciosa causada por um tipo de vírus chamado flavivírus, cujo reservatório natural são os macacos que habitam as florestas tropicais.

Existem dois tipos de febre amarela: a silvestre, transmitida pela picada do mosquito Haemagogus, e a urbana transmitida pela picada do Aedes Aegypti, o mesmo que transmite a dengue e que foi reintroduzido no Brasil na década de 1970. Embora os vetores sejam diferentes, o vírus e a evolução da doença são absolutamente iguais.

A febre amarela não é transmitida de uma pessoa para a outra. A transmissão do vírus ocorre quando o mosquito pica uma pessoa ou macaco infectado, normalmente em regiões de floresta e cerrado, e depois pica uma pessoa saudável que não tenha tomado a vacina.

Os principais sintomas da febre amarela são febre alta, mal-estar, dor de cabeça, dor muscular muito forte, cansaço, calafrios, vômito e diarréia. Aparecem, em geral, de três a seis dias após a picada (período de incubação).

Além da Febre Amarela, também estão disponíveis em todos os postos de saúde, as vacinas contra sarampo, rubéola e caxumba. É fundamental a apresentação do cartão de vacina.

 

Aliteia Milagre

Secom PMU
--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura