terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Melhorias contribuem para aumentar a qualidade do ensino na Rede Municipal

 

Na Rede Municipal são 105 escolas de Educação Básica, sendo 56 de Ensino Infantil (EMEI) e 49 escolas de Ensino Fundamental (1º ao 9º ano). E esse número vai crescer em 2010. Quatro novas unidades nos bairros Jardim Célia (em construção), Taiaman, Jardim América e São Gabriel (em processo de licitação) serão entregues. Cada uma com capacidade para atender 196 crianças. No Jardim Patrícia, uma escola de ensino fundamental com capacidade para 900 crianças será inaugurada em fevereiro.

 

Expansão no atendimento

 

O atendimento de crianças de 0 a 3 anos teve aumento de 271% nos últimos cinco anos. Em 2005, eram 1.709 crianças matriculadas. A previsão para 2010 é que 4.637 crianças nesta faixa etária estejam na escola.

As vagas para alunos de 4 a 5 anos também aumentaram. Em 2005, havia 5.108 e em 2010 o número deve chegar a 9.527.

A Educação Infantil fechou 2009 com atendimento de 13.538 crianças de 0 a 5 anos.

De acordo com a assessora pedagógica da Educação Infantil, Célia Tavares, esse aumento de vagas foi possível graças aos investimentos feitos de 2005 para cá. "Em 2009 duas escolas foram construídas e 13 reformadas e ampliadas, para readequação dos espaços", afirmou.

 

Diferenciação pedagógica e alimentar

 

Célia Tavares ressalta que as escolas têm um espaço diferenciado que dá oportunidade para a criança se desenvolver e socializar. "Antes, especialmente as creches, eram basicamente locais onde os pais deixavam as crianças enquanto estavam no serviço. Hoje isso mudou, pois nós trabalhamos com atividades sócio-educativas e pedagógicas. Exemplo disso é a contação de histórias e o investimento na compra de novos livros, brinquedos e informatização", reforçou.

Desde o berçário as unidades contam com professores e educadores que coordenam as ações pedagógicas desenvolvidas. O Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (CEMEPE) promove cursos de capacitação e formação continuada para esses profissionais.

Outro destaque é a alimentação nas escolas municipais. Por dois anos consecutivos, Uberlândia levou o prêmio de melhor merenda do Brasil. A Prefeitura tem um programa diferenciado para a alimentação, que atende às especificidades das crianças, inclusive com diabetes ou aversão à lactose.

 

Ensino Fundamental

 

Nas instituições de Ensino Fundamental da Prefeitura de Uberlândia, são atendidos quase 36 mil alunos. Todas as instituições possuem laboratório de informática com computadores ligados à internet e alguns funcionam como telecentros para atender a comunidade do bairro nos fins de semana. Parte destas escolas possui laboratório de ciências com profissional específico da área. Ano passado foi entregue uma nova escola, no bairro São Gabriel com capacidade para 792 alunos e 11 escolas foram reformadas e ampliadas.

 

Projetos complementares

Além das matérias cotidianas, foram implantadas atividades e projetos extra-turnos que contribuem para a formação cultural e profissional dos estudantes.

O Projeto Bola na Rede é desenvolvido em 37 escolas e conta com profissionais de Educação Física, estrutura e materiais obtidos pela Secretaria para orientar os alunos em várias atividades esportivas. Além do esporte, as crianças participam de projetos de música, artesanato e incentivo à leitura.

Alunos da E.M. Dr. Gladsen Guerra de Rezende ganharam o prêmio internacional Visual Class, com o projeto pedagógico desenvolvido nos laboratórios de informática.

 

Qualidade no ensino

 

De acordo com a assessora pedagógica do Ensino Fundamental, Ana Beatriz Caíres de Oliveira, os índices de evasão e reprovação reduziram. "De 2005 para 2008 o número de reprovados caiu 2,74% e de evasão, 6,05%. Ainda não terminamos de levantar os dados de 2009, mas já é possível confirmar que estes números estão ainda menores", ressaltou.

Ana Beatriz informou que a divulgação de projetos e a participação em Olimpíadas de Matemática e Ciências contribuíram para diminuir esses índices. "Nós procuramos sempre estimular o aprendizado e conhecimento. São atividades dentro e fora de sala que incentivam os alunos a gostar cada vez mais de estudar", completou.

 

Fillipe Alves

Secom PMU


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura