quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Interditadas obras de um prédio no bairro Lídice

O Ministério do Trabalho acatou integralmente o laudo apresentado pelo engenheiro da Defesa Civil da Prefeitura de Uberlândia, que interditou por tempo indeterminado as obras do edifício localizado na rua Padre Anchieta, número 46, no bairro Lídice. "Não queremos prejudicar ninguém, apenas, resguardar a segurança e saúde dos trabalhadores da obra e dos vizinhos", explicou o coordenador da defesa civil, Orion Alves da Silva.

            A empresa deve fazer as seguintes adequações:

 

  1. Proteger pontas verticais e horizontais de vergalhão e esperas até 1,80m;
  2. Proteção da fiação elétrica e aterramentos de carcaças de motores;
  3. Terminar a plataforma principal e secundária;
  4. Fechamento da periferia da edificação;
  5. Desobstruir escadas de acesso;
  6. Guarda corpo nas laterais das escadas de acesso;
  7. Proteção das aberturas do piso (fechamento total contra quedas de objetos e pessoas);
  8. Serra circular (disco de serra, aterramento, fechamento das laterais anteriores e posteriores, proteção da chave);
  9. Retirar o refeitório do subsolo, para um local com renovação de ar adequada;
  10. Retirada de materiais de cima da plataforma principal e secundária;
  11. Fixar a tela de proteção da periferia da edificação por meios seguros, de maneira que por qualquer motivo a mesma não venha a desprender da edificação;
  12. Manter o canteiro de obras organizado, limpo e desempedido;
  13. Proteção das partes móveis do elevador (correias e cabos);
  14. O elevador de pessoas e materiais não deverá movimentar com porta/cancela aberta;
  15. O canteiro de obras deverá ter duas saídas.

 

De acordo com o coordenador municipal de Defesa Civil, Orion Alves da Silva, a empresa só poderá retomar as obras, depois de cumprida todas as adequações. "A nossa preocupação é com a vida dos trabalhadores e vizinhos", finalizou Orion.

 

Rafael Guimarães

Secom PMU

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura