quinta-feira, 5 de novembro de 2009

CAPS-AD oferece programa de combate ao tabagismo

 

            As pessoas que desejam largar o vício de fumar podem ingressar no programa oferecido pelo CAPS-AD em parceria com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). São feitas reuniões em grupos de apoio com até 15 dependentes toda sexta-feira, das 18h às 20h, durante um ano. Para dar suporte ao programa, o CAPS-AD coloca à disposição dos grupos três profissionais: um psicólogo, um psiquiatra e uma técnica de enfermagem.

Antes de iniciar o tratamento, o paciente faz uma consulta para avaliar a motivação, o nível de dependência à nicotina, a indicação ou não ao uso de medicamentos e a existência de doenças que acompanham o tabagismo (como depressão e transtorno bipolar). Após a consulta, são oferecidas as sessões com atividades e reflexões que visam a acabar com o vício e prevenir recaídas. No primeiro mês, são quatro sessões; no segundo, são duas; e a partir do terceiro mês, é feita uma sessão mensal.

Em alguns casos, para auxiliar no tratamento, são necessários medicamentos como adesivo transdérmico, goma de mascar e anti-depressivos. De acordo com a psicóloga e terapeuta dos grupos, Lúcia Mendonça, o programa tem tido resultados positivos. "Pelo menos 7% das pessoas que fazem o tratamento aqui no CAPS-AD deixam de fumar. A taxa mundial é de 3%. Ao final do tratamento, alguns pacientes ainda querem continuar no grupo e ficam por mais uns três meses até se sentirem confiantes o suficiente. A procura pelo programa de combate ao tabagismo é grande. Pra se ter ideia, 170 pessoas estão atualmente na lista de espera", destaca.

 Qualquer pessoa que queira parar de fumar pode se inscrever no programa. Após o contato, eles ficam na lista de espera e aguardam a formação dos grupos para serem chamados. O programa existe desde 2006 e já atendeu mais de 800 pessoas. O CAPS-AD fica na Av. Frederico Tibery, nº 1042, no Bairro Tibery.

 

Fillipe Alves

Secom PMU


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura