segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Câmara terá debate sobre Pessoas Desaparecidas amanhã


Nos últimos nove anos, pelo menos 1.257 crianças e adolescentes desapareceram no Brasil. Segundo estatística disponível no site da Rede Nacional de Crianças e Adolescentes Desaparecidos (ReDesap), apenas 648, pouco mais da metade, conseguiu ser encontrada e 609 permanecem desaparecidas. Dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, muitas vezes, jamais são resolvidos.

Amanhã, dia 24 de novembro, a partir das 8h30, na Câmara Municipal de Uberlândia, vai acontecer um debate sobre Crianças, Adolescentes e Pessoas Desaparecidas.

A vereadora Liza Prado, juntamente com os Conselhos Tutelares e a Associação de Diretoras de Escolas Estaduais de Uberlândia e Região são parceiros neste debate.

Já estão confirmadas as presenças dos três Conselhos Tutelares, do Conselho da Criança e do Adolescente, da Polícia Civil, Promotria, uma psicóloga, dos jornalistas Marcos Maracanã e Amarildo Maciel, do Conselho Municipal de Segurança e Joseli Melo, mãe da menina Bruna, desaparecida em outubro e Márcia de Aguiar, mãe de Jeniffer Karinne Aguiar Teixeira, que desapareceu em julho.

Bruna, 4 anos, brincava na porta de casa quando desapareceu, em Frutal. Um circo e um grupo de pessoas, que foram embora no dia em que Bruna sumiu, são investigados. Segundo Joseli, a filha brincava na porta de casa, no Bairro Frutal 2, com o irmão gêmeo e mais três crianças. A mãe estava na residência, mas não percebeu quando a filha desapareceu.

Jeniffer Karinne Aguiar Teixeira tem 22 anos e desapareceu em Araguari há quatro meses e até hoje seus familiares não conseguiram qualquer notícia sobre o seu paradeiro. Jennifer tem três filhas menores que sentem bastante a falta da mãe.

Liza Prado, sempre preocupada com o problema, teve aprovada a lei 8.748/2004 que dispõe sobre a destinação de espaço no interior dos veículos de transporte coletivo urbano, repartições públicas e autarquias municipais para fixação de cartazes sobre pessoas desaparecidas.

As propostas que forem feitas durante o debate serão encaminhadas a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de Desaparecimento de Crianças e Adolescentes.

A vereadora tem também um Projeto de Resolução para instituir o Sistema de Comunicação e Cadastro de Pessoas Desaparecidas em uma página no site da Câmara Municipal de Uberlândia na Internet para facilitar a procura pelos parentes desaparecidos.

A organização Mães da Sé lançou em São Paulo uma revista para alertar as famílias sobre como evitar o desaparecimento de crianças e adolescentes no Brasil, onde tem uma lista de 10 cuidados para evitar desaparecimento de crianças:

* Desde cedo, ensine à criança o nome completo do pai e da mãe;

* Tire o RG (Registro de Identidade Civil) da criança o quanto antes;

* Ensine à criança o número do telefone de casa;

* Oriente a criança a não dar informações a qualquer estranho que se aproxime;

* Oriente a criança a não receber doces, balas e brinquedos de desconhecidos;

* Garanta que a criança esteja sempre acompanhada de alguém de confiança da família;

* Procure saber quem são os amigos das crianças;

* Preste atenção no comportamento de famílias cujos pais evitem contato da criança com a vizinhança;

* Converse sempre com seus filhos;

* Observe mudanças no comportamento de seus filhos.

Liza Prado

--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura