quinta-feira, 10 de setembro de 2009

PEP define medidas preventivas para o período de chuvas

Entre setembro a chuva e a temperatura são freqüentes na região sudeste, o que aumenta a possibilidade de enchentes e ventanias

 

Este ano, a Comissão do Plano de Emergência Pluviométrica (PEP) se reuniu três vezes para definir ações para evitar prejuízos com as chuvas durante a primavera e o verão.

"É necessário identificar os pontos críticos, as estratégias de ação em decorrência de um possível desastre e preparar a rede de enfrentamento para minimizar as conseqüências, como já foi feito em anos anteriores", informou o coordenador do PEP, Coronel Dilmar Crovato, Comandante da 9ª Região da Polícia Militar.

            O Laboratório de Climatologia e Recursos Hídricos da UFU apresentou estudos para viabilizar o projeto de medição de chuvas. A intenção é prever a ocorrência e o volume da chuva e acionar de imediato os órgãos de enfrentamento.

            De acordo com o professor Antônio Giacomini, do Instituto de Geografia da UFU, a curto prazo, é preciso adaptar a previsão nacional (feita pelo Instituto Nacional de Meteorologia e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) com foco na região do Triângulo Mineiro. A médio prazo, planeja-se a implantação de uma rede pluviométrica automática, que vai dar em tempo real a ocorrência da chuva em cada bairro. "Com isso, os esforços de Defesa Civil poderão ser direcionados para as áreas em que as chuvas ocorrem com maior intensidade", completou.

O investimento de maior importância é a instalação de um radar meteorológico, capaz de prever chuvas com algumas horas de antecedência. Segundo Antonio Giacomini, o radar informa a quantidade e o horário da chuva.

A comissão do PEP é formada pelas secretarias de Serviços Urbanos, de Comunicação Social, de Desenvolvimento Social e Trabalho, de Obras, de Planejamento Urbano e Meio Ambiente, de Trânsito e Transportes, Superintendência de Operações e Manutenção, DMAE, Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, DNIT, 36º Batalhão de Infantaria Motorizada, Polícia Rodoviária Federal, CEMIG, Departamento de Estradas e Rodagens (DER) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

 

PEP

No Plano Emergencial, estão registrados os pontos de risco em Uberlândia com definições de desvios de trânsito, e os procedimentos que devem ser adotados durante as fases Preventiva (verde), Preparativa (amarela), de Resposta/Socorro (vermelha) e Recuperativa (branca).

 

 

Cuidados

            A Superintendência de Defesa Social da Prefeitura de Uberlândia orienta a população a tomar alguns cuidados em dias de chuva, para evitar transtornos.

            Os motoristas devem evitar trafegar pelas regiões mais baixas da cidade, principalmente nas avenidas Rondon Pacheco e Minervina Cândida de Oliveira.

            Em dias nublados, evite deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas.

            Evite ficar próximo a redes elétricas quando houver tempestades com raios e trovões.

      Para qualquer emergência ou pedido de informações: 

      Defesa Civil – 199 e 3239-2712

      Corpo de Bombeiros – 193

      Polícia Militar - 190

 

Secom PMU



--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura