terça-feira, 25 de agosto de 2009

Primeira etapa do Jardim Célia beneficiará 380 famílias

             Planejar e construir um bairro para a população carente com toda infraestrutura. Desafios que estão sendo concretizados pela atual administração. Para viabilizar a criação do Jardim Célia, a Prefeitura fez um empréstimo de R$ 31,8 milhões, pelo programa Pró-Moradia, do Ministério das Cidades, através da Caixa Econômica Federal (CEF). Além disso, vai investir com recurso próprio mais R$ 5 milhões, para entregar até o fim de 2010, um total de 1.136 moradias para famílias com renda de zero a três salários mínimos.

            As primeiras casas vão ser entregues na segunda-feira (31), às 10h. São 380 imóveis, com dois quartos, sala, cozinha, banheiro, área de serviço externa e equipados com sistema de aquecimento solar alternativo e forro de PVC. Os terrenos têm 250 metros quadrados e a área construída é de 36,63 metros quadrados.

            Para o secretário de Habitação, Felipe Attiê, por ser um bairro planejado, o Jardim Célia, contará com equipamentos sociais importantes para a população. "Estamos construindo no local, o Centro de Referência da Assistência Social (Cras), o Núcleo de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (Naica) e um Escola Municipal de Educação Infantil (Emei), que vai beneficiar as famílias que lá vão residir", destacou o secretário.

A prestação dos imóveis será de 20% da renda familiar e o prazo de pagamento de 20 anos. Os contemplados foram selecionados por meio de triagem social. "Cerca de 70% das famílias são chefiadas por mulheres que trabalham e sustentam a casa sozinhas", concluiu o secretário Felipe Attiê.

 

Rafael Guimarães

Secom PMU


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura