sábado, 4 de julho de 2009

Prefeitura de Uberlândia trabalha na prevenção à Influenza A

Para prevenir e reduzir a transmissão da doença é fundamental a colaboração da população

 

          A Prefeitura de Uberlândia iniciou um trabalho de prevenção à Influenza A(H1N1), também conhecida como Gripe Suína, há 2 meses. Desde a implantação dos serviços, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e parceiros trabalham 24 horas por dia para atender a população em casos de dúvidas ou suspeitas.

Para prevenir e reduzir a transmissão é fundamental que a população colabore informando à Rede Municipal de Saúde qualquer suspeita da doença e tomando medidas simples de higiene recomendadas pelo Ministério da Saúde. "É extremamente importante que qualquer suspeita da gripe seja informada, pois é justamente no período de incubação que a doença é mais contagiosa. As pessoas devem se conscientizar e não ocultar os sintomas da doença, com medo de preconceito. É preciso informar rapidamente aos órgãos competentes e evitar contato com outras pessoas", afirma o coordenador da Rede Municipal de Saúde, Adenilson Lima e Silva.

Se informar sobre o assunto é outra medida importante para ajudar no controle da Influenza A. Para esclarecer dúvidas e manter a população informada, a Prefeitura disponibilizou material sobre o assunto na página principal do portal www.uberlandia.mg.gov.br e os telefones 3231.4080, em horário comercial, e 9988.0571, atendimento 24 horas.

Outra medida tomada pela Prefeitura, segundo Elaize Maria Gomes de Paula, coordenadora da Vigilância Epidemiológica da SMS, foi a preparação da equipe ainda no primeiro semestre deste ano. A coordenadora ressalta que um grupo formado por médico, enfermeiro e bioquímico foi à Belo Horizonte, e retornou com todas as informações sobre a Influenza A, que foram repassadas durante treinamento para funcionários das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) e Programas Saúde da Família (PSFs), Vigilância em Saúde (Centro de Controle de Zoonoses, Vigilância Sanitária, Vigilância Ambiental, Saúde de Trabalhador, Programa de Imunização, DST Aids, Programa de Hanseníase e Programa de Tuberculose) e unidades de saúde da rede particular.

Elaize Gomes destaca que na realização dos serviços, a SMS conta com parceiros como a Fundação Maçônica e a Missão Sal da Terra. "Também fazemos plantões no aeroporto, temos contato com a Polícia Rodoviária Federal, enviamos informações pelo correio eletrônico e pregamos cartazes em pontos estratégicos, inclusive em ônibus. Fazemos ainda trabalhos de prevenção no Terminal Rodoviário e no Porto Seco, com as empresas atacadistas", disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica. As escolas e empresas devem buscar informações, basta solicitá-las junto à SMS", informa.

 

Marden Rangel e Vanuza Nobre

Secom PMU



--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura