terça-feira, 30 de junho de 2009

Programa "Cozinha Brasil" chega ao bairro Santa Luzia




Fotos: Daniel Nunes


A próxima parada será no Luizote de Freitas


O ônibus do Programa "Cozinha Brasil" - Alimentação Inteligente, vai ficar estacionado no Poliesportivo do bairro Santa Luiza até a próxima quinta-feira (02/07). Na primeira aula de educação alimentar, os participantes, a maioria mulheres, aprenderam como aproveitar melhor a alface. A primeira dica foi um suco rico em vitaminas e fibras, que fica pronto em menos de 5 minutos. Limão, água, erva-cidreira, gelo e açúcar a gosto são adicionados à alface. Mistura aprovada pela professora Aguinalda Rodrigues. "O refresco é uma delícia. E são ingredientes baratos que geralmente não faltam em nossa cozinha". Aguinalda quer agora dividir o que aprendeu com as mães de alunos da escola onde trabalha. "Com a industrialização as pessoas perderam o foco do que é comer bem. O mercado sugere comidas imediatas, porém, sem nutriente nenhum. Pretendo ensinar a comunidade do bairro Esperança e as mães dos alunos que estudam na Escola Municipal Irmã Maria Aparecida Monteiro", ressaltou.


A dona de casa, Fabrícia Costa resolveu fazer o curso para saber mais sobre sucos que podem ser feitos com legumes e frutas: "Quero aprender a fazer sucos bons para anemia. Lá em casa já faço suco de couve com laranja e mel e agora aprendi a fazer esse com alface, limão e é uma delícia".


Segundo a instrutora do curso, Gisele Cherin, os alimentos podem ser aproveitados de forma integral. "Tudo pode ser utilizado, o talo, a casca, as folhas, assim não há desperdício e ainda enriquece a alimentação". Ela explicou que os alimentos fazem parte dos grupos energéticos, construtores e reguladores. "Todos ingeridos corretamente ajudam a prevenir doenças e a manter o corpo em forma". É o que busca aprender a bordadeira Ana Rosa Lucas. "Quero fazer coisas diferentes na cozinha, aproveitando melhor os alimentos, sem desperdiçar. Além de aprender a economizar, vou ingerir vitaminas feitas com alimentos que jogava fora".


O curso de Educação Alimentar tem aulas teóricas e práticas. É
oferecido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Trabalho, em parceria com a FIEMG / SESI. São 10 horas, divididas em 4 dias. Os participantes aprendem a preparar 12 refeições. As aulas são voltadas principalmente para pessoas de baixa renda, mulheres responsáveis pelas famílias, donas de casa, domésticas e trabalhadores em geral e ministradas por nutricionistas.


O Poliesportivo do bairro Santa Luzia fica na
rua Geraldo Abrão, nº 782.


Secom PMU


--
farolcomunitario | rede web de informação e cultura