quinta-feira, 25 de junho de 2009

G7 solicita isenção fiscal para estimular investimentos no Estado

ONG aproveita vinda do vice-governador de Minas a Uberlândia para entregar documento 

Amanhã, 26, o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia, estará em Uberlândia  na reunião com diretores de escolas da região. O evento será às 10h no auditório da Fiemg Regional Vale do Paranaíba (Av. Rondon Pacheco, 2100). 

Aproveitando a oportunidade, a ONG G7 (associação civil de direito privado, sem fins econômicos constituída pela CDL, Aciub, Sindicato Rural de Uberlândia, Fiemg Regional Vale do Paranaíba, Sociedade Médica de Uberlândia, Conselho de Veneráveis do Triângulo e OAB - 13ª Subseção de Uberlândia), que tem como objetivo somar esforços para realização de projetos e empreendimentos para desenvolvimento e progresso de Uberlândia, região e Estado, entregará um documento ao vice-governador solicitando a desoneração tributária para o Estado, fato que já ocorre em São Paulo. 

Através do documento, o G7 juntamente com o Sindicato do Comércio de Uberlândia solicitam em nome de todo o empresariado mineiro o estudo da isenção fiscal para estímulo à realização de investimentos, quando da aquisição de bens/produtos caso sejam feitas por fabricante mineiro, com observação de que a RICMS já contempla alguns segmentos no ato da importação. 

O G7 é ciente sobre os impactos financeiros decorrentes desta renúncia fiscal, mas lembra que para cada R$ 1,00 de perda pela desoneração geram outros R$ 9,00 de investimentos e empregos por todo o Estado de Minas. "Cremos que vários segmentos empresariais devam ser contemplados, cabendo uma análise pela Secretaria de Estado de Fazenda de Minas Gerais de quantos e quais poderão gerar os investimentos a partir da concessão", afirma o documento assinado pelos presidentes dos sete órgãos que compõem o G7 juntamente com o Sindicato do Comércio.

Luize Hess / Serifa


-- 
http://www.farolcomunitario.com.br
rede web de informação e cultura